27 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Angola participa de fórum sobre segurança na África Austral

angola-participa-de-forum-sobre-seguranca-na-africa-austral-2

Angola participa de fórum sobre segurança na África Austral

Luanda, 5 Jan (Prensa Latina) O ministro dos Negócios Estrangeiros, Téte António, conduz a delegação angolana a um fórum na África Austral que analisa a situação da segurança em Moçambique, informou hoje aqui o Ministério dos Negócios Estrangeiros (Mirex).
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em formato virtual, a reunião extraordinária foi convocada pelo Comité Ministerial do Órgão para a Cooperação nas Áreas de Política, Defesa e Segurança da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

As deliberações, conduzidas a partir de Pretória, na África do Sul, têm como objetivo rever o mandato da missão da SADC em Moçambique, com o objetivo de fortalecer a cooperação regional contra o terrorismo, que afeta particularmente a província de Cabo Delgado, no norte daquele país africano.

Conforme explicado pelo Mirex, o encontro analisa as implicações orçamentais inerentes ao alargamento da referida missão de apoio, acertada no ano passado.

A delegação angolana estabeleceu contactos online a partir da sede do Ministério dos Negócios Estrangeiros em Luanda, com a participação dos principais responsáveis das organizações ligadas aos assuntos de defesa e segurança, confirma um comunicado do Mirex.

As ações terroristas no norte de Moçambique mantêm os países vizinhos em suspense, conscientes de que o fenómeno vai além da situação particular de Cabo Delgado, sujeito a crescentes ataques desde 2017.

Em 2021, uma avaliação da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos e a Comunidade Econômica dos Estados da África Central alertou que esse flagelo internacional mudou seu epicentro do Oriente Médio para a África, com consequências nas regiões do Sahel, da África Central e Central.

A situação agravou-se após a expulsão de mercenários e combatentes estrangeiros do território líbio, sem desarmamento prévio e acompanhamento para repatriação, disse o presidente angolano, João Lourenço, ao apresentar a visão conjunta ao Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Em junho de 2021, a SADC decidiu enviar tropas, no âmbito de um pacto de defesa regional que permite a intervenção militar para evitar a propagação do conflito.

Segundo o presidente moçambicano, Filipe Nyusi, a extrema violência em Cabo Delgado está relacionada com as riquezas minerais aí descobertas, nomeadamente no distrito de Palma, onde existem enormes depósitos de gás natural.

Os que permanecem por trás dessas ações “estão organizando a guerra para controlar a riqueza”, disse o chefe de estado, sem fazer locações específicas.

Para além disso, acrescentou, “estas pessoas não querem que os moçambicanos controlem as suas águas, para que continuem a roubar o pescado do país e a usar Moçambique como corredor do tráfico de droga”.

Esses mesmos grupos, disse ele, estão envolvidos no comércio ilegal de madeira e produtos da vida selvagem.

rgh / mjm / glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.