6 de December de 2021

NOTICIAS

Democratas nos EUA pressionam sobre teto da dívida

Democratas nos EUA pressionam sobre teto da dívida

Washington, 5 out (Prensa Latina) Os democratas no Congresso vão pressionar os republicanos hoje para aumentar o teto da dívida, anunciou o líder da maioria Charles Schumer (d).
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O chefe dos legisladores azuis anunciou que amanhã quarta-feira tentará avançar um projeto de lei para suspender o teto da dívida, em meio a uma estagnação arraigada no limite da dívida do país por causa da oposição republicana.

Para ir adiante, o plano precisa de 60 votos para romper a obstrução e avançar na suspensão do teto da dívida até dezembro de 2022, algo complicado considerando que o Senado está dividido por 50 a 50, então Schumer exige 10 votos dos vermelhos.

‘Antes do final desta semana, o Senado deve colocar um projeto de lei na mesa do presidente Biden para lidar com a crise aguda do limite da dívida’, advertiu Schumer do plenário na segunda-feira.

A cada dia que demoramos em agir, frisou, aumentamos as chances de causar danos irreversíveis ao nosso sistema financeiro global, a recuperação econômica e a confiança na capacidade de nosso país de pagar suas dívidas.

A situação ficou ainda mais tensa quando na segunda-feira o líder da minoria vermelha, Mitch McConnell, ignorou o assunto e destacou que só cabe aos democratas aumentar o teto da dívida.

O Congresso tem até 18 de outubro para aumentar o teto da dívida ou arriscar um déficit histórico que teria consequências econômicas importantes e generalizadas, de acordo com advertências de economistas da Reserva Federal e do Departamento do Tesouro.

Os democratas fracassaram duas vezes em suas tentativas, ambas devido à oposição dos republicanos que insistem que os azuis enfrentam o caso por conta própria por meio da reconciliação, um processo orçamentário que lhes permite contornar a obstrução.

Na segunda-feira, o presidente Joe Biden admitiu que o país pode incorrer em uma suspensão de seus pagamentos neste mês devido à recusa republicana de avançar no projeto.

O presidente disse que não garante que o Executivo poderá pagar suas contas depois de 18 de outubro se os senadores republicanos não estiverem dispostos a abrir caminho para manter o país solvente.

O presidente acusou os republicanos de promover um jogo político ‘imprudente e perigoso’ com a economia dos Estados Unidos.

mem/lb/hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.