17 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Cuba lembra legado da heroína Celia Sánchez

Cuba lembra legado da heroína Celia Sánchez

Havana, 9 mai (Prensa Latina) Cuba recorda o legado histórico da heroína Celia Sánchez, a primeira mulher combatente do Exército Rebelde e figura chave no desenvolvimento de vários programas da Revolução, que nasceu em um dia como hoje 102 anos atrás.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Seu papel foi essencial na sobrevivência dos guerrilheiros liderados por Fidel Castro na Sierra Maestra que lutavam para libertar a ilha da tirania de Fulgêncio Batista, e também em várias missões logísticas e de combate.

Após o triunfo em 1º de janeiro de 1959, as jornadas de trabalho foram árduas em responsabilidades diversas, entre elas, como secretário da Presidência e do Conselho de Estado e membro do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba.

Uma parte importante de seu trabalho foi dedicada à preservação da história e do patrimônio de seu país, daí a atenção direta que deu à construção de obras como o centro turístico do Guamá, o parque La Güira, a sorveteria Coppelia, o Parque Lenin, o Zoológico Nacional, Centro de Convenções e Hospital Frank País.

Muitos também se lembram dela por sua sensibilidade ao lidar com os outros e sua preocupação em encontrar soluções para as insatisfações e problemas dos cidadãos.

Também para a subida com seu pai ao ponto mais alto da ilha, conhecido como Pico Turquino, onde colocou em 21 de maio de 1953 um busto do Herói Nacional, José Martí, que hoje é tradicionalmente visitado por jovens cubanos.

Basta mencionar algumas das tarefas que executou, entre elas, a criação do Gabinete de Assuntos Históricos e escolas para o aperfeiçoamento da mulher, bem como aquelas que desenvolveu como deputada à Assembleia Nacional do Povo Poder (Parlamento) ou membro da direção da Federação de Mulheres Cubanas.

Celia Sánchez morreu em 11 de janeiro de 1980 e seu funeral contou com a presença não só dos líderes da Revolução, mas também de milhares de cubanos que vieram espontaneamente prestar sua homenagem.

Para a posteridade, as palavras a eles dedicadas por Armando Hart, dizendo que Celia era “a flor mais nativa da Revolução”, seriam salvas daquele dia.

jf/lrg/ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.