23 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Aumenta discriminação contra latinos nos EUA

EEUU, latinos, discriminación, encuesta

Aumenta discriminação contra latinos nos EUA

Washington, 2 de maio (Prensa Latina) Os americanos que se identificam como latinos afirmaram estar sujeitos a discriminação ou tratamento injusto por membros dessa comunidade e outros cidadãos, segundo revelou hoje uma pesquisa.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

De acordo com o novo estudo do Pew Research Center, cerca de um quarto dos entrevistados disseram ter sido discriminados por outros hispânicos e cerca de um terço, 31%, disseram ter sido discriminados por um não-hispânico.

No entanto, os hispano-americanos nascidos nos EUA relataram ser maltratados em menor grau do que seus colegas nascidos no exterior.

A violência a que são submetidos varia, conforme os resultados do estudo que incluiu 3.375 pessoas contatadas por telefone e e-mail em março do ano passado.

Cerca de um quarto dos entrevistados que falam espanhol disseram que foram criticados por falar espanhol em público e 20% disseram ter recebido pelo menos uma ofensa no ano anterior à pesquisa.

Em alguns casos, os latinos relataram ter sido alvo de comentários ou piadas racialmente insensíveis por outros membros de sua comunidade, disseram os pesquisadores.

A discriminação com base na raça e na cor da pele existe na América Latina assim como nos Estados Unidos, de modo que a dinâmica entre os latinos se assemelha à de seu país de origem, disse a pesquisadora principal do Centro de Pesquisas Pew, Ana González-Barrera.

Cerca de 41% dos latinos de pele mais escura disseram que foram tratados injustamente por outra pessoa, enquanto que apenas 25% dos entrevistados de pele clara disseram o mesmo.

O país de origem também influenciou no fato de um hispânico nos Estados Unidos ter sofrido discriminação, segundo os resultados do relatório.

Os pesquisadores do Pew também descobriram que um grande número de latinos ouve comentários racistas ou racialmente insensíveis sobre seus pares em suas próprias casas.

Pessoas mais jovens, com 29 anos ou menos, que têm alguma experiência universitária, são mais propensas a relatar ouvir esses comentários em comparação com os latinos com 50 anos ou mais e aqueles com menos educação.

“Não sabemos o porquê”, disse González-Barrera, acrescentando que alguns deles podem estar expostos a diferentes situações quando vão para a faculdade e também são mais propensos a identificar o que está acontecendo e verbalizá-lo.

mgt/age/bj

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.