27 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Convenção Constitucional chilena elegerá nova diretiva (+Foto)

Convenção Constitucional chilena elegerá nova diretiva

Convenção Constitucional chilena elegerá nova diretiva (+Foto)

Santiago do Chile, 4 jan (Prensa Latina) A Convenção Constitucional encarregada de redigir uma nova constituição no Chile renovará hoje sua diretiva, atualmente liderada pela acadêmica mapuche Elisa Loncon.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre as figuras que podem substituí-la no cargo estão a ex-candidata à presidência Beatriz Sánchez, do Frente Amplio; a cientista Cristina Dorador, a ex-prefeita Ramona Reyes, do Partido Socialista; e a jornalista independente Patricia Politzer.

Convenção Constitucional chilena elegerá nova diretiva

Em declarações à imprensa, Loncon manifestou a sua satisfação pelo fato de a próxima presidenta daquele órgão também ser uma mulher, o que demonstra, segundo ela, a liderança feminina na política que emergiu desse processo.

Ela especificou que quem for eleita deve seguir os regulamentos e manter o que já existe, como multinacionalidade, paridade, diversidade, descentralização e os direitos da mãe terra.

A convenção é resultado da eclosão social de 2019 contra o modelo neoliberal, que abriu caminho para a criação de uma nova lei fundamental em substituição à vigente desde a época da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).

Há pouco mais de dois anos a população saiu às ruas para protestar contra a desigualdade social e exigir um novo modelo de Estado que garanta saúde pública universal, educação de qualidade e melhorias nas pensões, entre outras demandas.

Instalada em 4 de julho, esta assembleia constituinte tem prazo até meados do ano para redigir o texto, que deverá ser submetido a plebiscito, com sufrágio obrigatório, onde os cidadãos votarão em duas opções: aprovação ou rejeição.

Para os seus dirigentes, uma das dificuldades enfrentadas é não ter contado com o apoio direto do Governo de Sebastián Piñera.

“Eles tentaram deixar a marcha constituinte sozinha, mas a deixaram tão sozinha que ela não podia sair. Foi um trabalho muito potente que tivemos que fazer para gerar as condições institucionais, organizacionais e procedimentais que permitiram seu funcionamento”, declarou seu vice-presidente, Jaime Bassa.

Bassa considerou positiva para o trabalho da convenção a eleição como presidente do Chile do candidato de esquerda Gabriel Boric.

“Uma fase diferente se abre na fase de encerramento, com um presidente que apoiou o processo constituinte e que também garantirá a autonomia da Convenção para poder concretizá-la”, declarou.

mgt / car / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.