27 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Alemanha entre os negacionistas e a escassez de vacinas

Alemanha entre os negacionistas e a escassez de vacinas

Berlim, 15 dez (Prensa Latina) A esperada escassez de vacinas de Covid-19 na Alemanha hoje contrasta com a crescente influência do movimento anti-vacina neste país e o início do processo imunológico em bebês.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O recém empossado chanceler Olaf Scholz atacou o que ele chamava de “extremistas agressivos” e disse que não permitiria que eles impusessem sua vontade a toda a sociedade.

Durante sua primeira declaração ao Bundestag (Câmara dos Deputados), Scholz negou que a sociedade esteja dividida e disse que a maioria dos cidadãos se comporta de forma “unida, sensata e cautelosa”.

Entretanto, há “negação, teorias absurdas de conspiração, desinformação deliberada e absolutismo violento”, disse o chefe de governo, que descreveu essas pessoas como parte de “uma minoria extremista”.

Eles se distanciaram não apenas da ciência, racionalidade e senso comum, mas também da sociedade, da democracia, da coletividade e do Estado, disse Scholz, que assegurou que seu governo respeita as sérias objeções e está aberto ao debate e à crítica.

Diante deste fenômeno, o chanceler federal pediu à população que reduzisse os contatos, assegurando ao mesmo tempo que seu governo não descansará por um momento e utilizará todos os instrumentos até que a sociedade possa recuperar sua vida anterior e todas as suas liberdades.

Por sua vez, o presidente da Associação Médica Alemã, Klaus Reinhardt, expressou sua perplexidade com a “escassez previsível” de doses da vacina contra o coronavírus para a campanha de reforço anunciada para o próximo ano.

Quando você ouve isso, fica perplexo, Reinhardt disse hoje à rádio pública Deutschlandfunk, acrescentando que é totalmente inconcebível que “a logística não funcione em um país como este”.

Seus comentários seguem informações reveladas na terça-feira pelo Ministro da Saúde Karl Lauterbach, que anunciou que um inventário recente mostrou que o estoque de medicamentos anti-Covid-19 só cobrirá até o primeiro trimestre de 2022.

De acordo com Reinhardt, os intervalos de vacinação foram reduzidos em várias ocasiões, exigindo mais doses de imunização em menos tempo.

Nesse cenário, o governo alemão juntou-se a outros países europeus que começaram hoje a imunizar crianças de cinco a onze anos, no que esses governos chamaram de “esforço para resistir ao ressurgimento da pandemia e manter as escolas abertas diante da propagação da “variante ômicron”.

mem/ehl/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.