6 de December de 2021

NOTICIAS

Brasil aplicou mais de 110 milhões de doses da vacina contra Covid-19

Brasil aplicou mais de 110 milhões de doses da vacina contra Covid-19

Brasília, 9 jul (Prensa Latina) Mais de 110 milhões de doses de vacinas anti-Covid-19 foram administradas até agora no Brasil, o que significa que mais da metade da população elegível a ser inoculada recebeu pelo menos uma porção.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

De acordo com o Ministério da Saúde, este segmento com uma dose de imunização atinge mais de 80 milhões de pessoas.

No país, as pessoas com mais de 18 anos são consideradas elegíveis para vacinação, o que corresponde a cerca de 160 milhões de brasileiros.

O Ministério da Saúde distribuiu 143 milhões de doses de vacina aos estados e ao Distrito Federal, permitindo que 100% dos grupos prioritários recebessem pelo menos uma quantidade do antígeno contra o patógeno.

O Ministro da Saúde Marcelo Queiroga afirmou que esta marca vai além dos números.

‘Os efeitos de nossa campanha de vacinação podem ser vistos na redução de mortes e hospitalizações resultantes da doença. Estamos no caminho certo para salvar mais e mais vidas’, disse ele.

Enfatizou a importância da população completar o cronograma de inoculação com as duas doses.

‘A melhor vacina é aquela que é aplicada no braço do brasileiro’. E, para que tenha o efeito desejado, é necessário que a pessoa vá ao local da vacinação no prazo correto e tome a segunda dose. Só então a imunização estará completa’, disse ele.

Na quarta-feira, o Ministério da Saúde lançou uma campanha para incentivar a vacinação com a segunda porção.

Entre as vacinas divulgadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a serem aplicadas, estão a desenvolvida pela Universidade de Oxford (Reino Unido) e a empresa anglo-sueca AstraZeneca, juntamente com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Da mesma forma, a vacina desenvolvida pelo laboratório americano Pfizer com a empresa alemã BioNTech e Coronavac, da empresa biofarmacêutica chinesa Sinavac, em colaboração com o Instituto Butantã.

Somente a vacina belga Janssen, da empresa farmacêutica americana Johnson & Johnson, é uma vacina de dose única.

Até hoje, o gigante sul-americano perdeu 530.179 vidas e 18 milhões de 962.762 pessoas infectadas pelo coronavírus SARS-CoV-2, que causa o Covid-19.

Apesar do Plano Nacional de Imunização, que autoridades e cientistas descrevem como lento, o Brasil é o país com o segundo maior número de mortes pelo vírus no mundo, depois dos Estados Unidos, e o terceiro maior número de infecções, depois dos Estados Unidos e da Índia.

mem/ocs/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.