7 de December de 2021

NOTICIAS

Fluxo global de remessas aumentará em 2021 e 2022

Fluxo global de remessas aumentará em 2021 e 2022

Genebra, 13 de mai (Prensa Latina) O fluxo global de remessas para 2021 e 2022 deve aumentar com a expectativa de crescimento da economia global, alertou hoje a Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad).
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Olhando para o presente e para o próximo ano, as perspectivas para a América Latina são positivas e espera-se um aumento de 4,9 e 4 por cento, respectivamente, nas transferências de dinheiro.

Enquanto isso, em nível global, a Unctad espera um aumento de 2,6 por cento em 2021 equivalente a 553 bilhões de dólares e 2,2 por cento em 2022 para chegar a 565 bilhões de dólares.

A pandemia que começou em 2020 manteve as remessas quase no mesmo nível de 2019, com uma redução de apenas 1,6 por cento, muito menos do que na crise de 2009, embora tenha havido quedas na Europa e Ásia Central, Leste Asiático e Pacífico, enquanto registraram aumento na América Latina, Oriente Médio, Norte da África e Sul da Ásia.

Em 2020, o dinheiro enviado pelos migrantes aos seus países de origem foi de 540 bilhões de dólares, pouco menos que os 548 bilhões de dólares do ano anterior.

103 bilhões de dólares chegaram à América Latina e Caribe em 2020, embora o volume tenha caído no segundo trimestre do ano passado, mas tenha se recuperado no terceiro e quarto trimestres.

O relatório da Unctad sobre Migração e Desenvolvimento afirma que os principais motores do fluxo de remessas foram os estímulos fiscais, a melhoria das expectativas econômicas nos países onde os migrantes trabalham, o aumento dos canais digitais formais para envio de remessas e o aumento do preço do petróleo e melhor câmbio cotações.

No mundo, o país que mais recebe remessas é a Índia, seguida da China, México, Filipinas e Egito, por outro lado, se levarmos em conta o que representam em relação ao produto interno bruto, as cinco nações onde o fluxo é o mais importante são Tonga, Líbano, Quirguistão, Tajiquistão e El Salvador.

msm / crc / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.