29 de November de 2021

NOTICIAS

Governo francês trata da situação da Covid-19 e do desconfinamento

Governo francês trata da situação da Covid-19 e do desconfinamento

Paris, 21 abr (Prensa Latina) O presidente francês Emmanuel Macron chefiará hoje um Conselho de Defesa da Saúde para tratar da situação da Covid-19 e do plano de desconfinamento do país, previsto para o próximo mês.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Segundo fontes do Palácio do Eliseu citadas pela imprensa, o retorno das crianças às aulas presenciais no ensino fundamental continua para segunda-feira e no dia 3 de maio para os colégios e liceus.

Também a reabertura das áreas abertas de restaurantes e espaços culturais, indicados por Macron para meados de maio, mas a rede Franceinfo informa nesta quarta-feira que pode começar alguns dias antes.

Segundo fontes oficiais, o chefe de Estado poderá se dirigir aos franceses no final de abril para expor o plano de um retorno gradual à normalidade, embora a situação epidemiológica continue muito tensa.

Na véspera, o ministro da Saúde, Olivier Véran, afirmou que há alguns avanços na luta contra a Covid-19, que qualificou de frágil.

Da mesma forma, avançou a possibilidade de uma reabertura em função da configuração territorial, em meio às expectativas geradas no mundo da cultura e do lazer, após quase seis meses de fechamento de restaurantes, bares, pavilhões esportivos, museus, teatros, cinemas e outras instalações.

No relatório da noite passada, o Ministério da Saúde registrou mais de 44 mil novas infecções, 374 mortes e quase seis mil pacientes em terapia intensiva.

O governo concentra esforços para sair da crise na campanha de vacinação, que atingiu cerca de 13 milhões de pessoas, para que 25% da população adulta francesa recebesse pelo menos a primeira dose de um dos injetáveis ​​disponíveis para o enfrentamento da SARS-CoV -2 coronavírus.

Quanto ao número de pessoas com as duas doses administradas, chegam a 4 milhões e 800 mil, 7,2 por cento dos cerca de 67 milhões de habitantes e 9,2 por cento dos idosos.

A França espera chegar a 30 milhões de vacinados contra a Covid-19 até meados de junho, meta que depende do fornecimento de imunizantes, todos estrangeiros, embora neste mês pelo menos um deles comece a ser fabricado em solo francês.

mem / wmr / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.