28 de November de 2021

NOTICIAS

Efeitos positivos da vacina chinesa se destacam no Chile

Efeitos positivos da vacina chinesa se destacam no Chile

Santiago do Chile, 16 abr (Prensa Latina) A vacina do laboratório chinês Sinovac informa no Chile uma eficácia de 67% contra o contágio da Covid-19, diz um estudo publicado hoje pelo Ministério da Saúde deste país sul-americano.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Os resultados do relatório ‘Eficácia da vacina CoronaVac com vírus inativado contra SARS-CoV-2 no Chile’, apresentado nesta capital, também indicam que este antídoto, o mais utilizado até o momento, reduz em 85% a necessidade de hospitalização.

A pesquisa foi baseada em uma análise dos resultados até o momento da campanha maciça de vacinação que começou no Chile em 3 de fevereiro, e na qual 34% da população alvo – pouco mais de 15 milhões de pessoas – já receberam duas doses do medicamento.

Rafael Araos, conselheiro do Ministério da Saúde chileno, que chefiou o estudo, disse que além de reduzir as hospitalizações em 85%, os dados mostram que 80% das mortes causadas pela SARS-CoV-2 foram evitadas.

Entretanto, disse que estes últimos dados deveriam ser analisados com maior precisão após mais tempo para se obter resultados mais precisos.

Explicou que a pesquisa foi baseada no acompanhamento comparativo de mais de 10 milhões de pessoas, incluindo imunizadas, parcialmente imunizadas e não vacinadas, e que, devido à abrangência do estudo, os resultados são bastante confiáveis.

Embora as autoridades avaliem positivamente a eficácia da vacina CoronaVac, o Ministro da Saúde, Enrique Paris, insistiu durante a apresentação do documento, que não deve reduzir a percepção de risco à doença e reiterou o chamado à população para manter medidas de cuidado pessoal.

Por sua vez, a Subsecretária de Saúde, Paula Daza, disse que estes resultados são muito importantes para o Chile e para o mundo científico, ‘porque eles nos mostram que esta vacina é segura e que temos que continuar com o plano de vacinação’.

Acrescentou que o Ministério da Saúde publicará mais informações mensalmente à medida que a campanha de vacinação do país avance.

O estudo vem à tona quando a pandemia de Covid-19 ainda está praticamente fora de controle no país, com números muito altos de novas infecções, mortes e internações em unidades de terapia intensiva e com mais de 16 milhões de pessoas em quarentena, uma medida que é cada vez mais questionada por seus fracos resultados.

mem/rc/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.