Opinión

Por Charly Morales Valido

San Salvador (Prensa Latina) Os crimes de ódio contra a comunidade LGTBI (lesbianas, gays, trans, bi e intersexuais) são invisivilizados pelo o governo e a mídia em El Salvador, onde recém foi assassinada com traços de barbárieoutra mulher 'trans'.


6 de diciembre de 2019, 15:30Por Ana Laura Arbesú

Madri(Prensa Latina) Já se completam25 anosdas negociações globais para pôr fim ao deterioro ambiental, com resultados a medias para suster a vida no planeta, emboracom um olhar claro daquilo que que está por chegar.


Por Charly Morales Valido

San Salvador (Prensa Latina) Os crimes de ódio contra a comunidade LGTBI (lesbianas, gays, trans, bi e intersexuais) são invisivilizados pelo o governo e a mídia em El Salvador, onde recém foi assassinada com traços de barbárieoutra mulher 'trans'.


Por Andrés Sciapichetti*

Buenos Aires (Prensa Latina) Diego Armando Maradona anunciou que deixa seu cargo de treinador do Gimnasia y Esgrima La Plata, em respaldo ao atual presidente dessainstituição, Gabriel Pellegrino, homem que o contratou que também não seguirá em funções.


San José, (Prensa Latina) A grave ameaça que significa para o planeta e portanto para a vida no mesmo requer passar com urgência das palavras aos fatos para frear a mudança climática, sob pena de destruir a casa comum de humanos, animais e plantas.


Por Ana Laura Arbesú, Enviada especial

Madri, 2 dez (Prensa Latina) As negociações globais atingem 25 anos para acabar com a deterioração ambiental, com resultados a médias para sustentar a vida no planeta, ainda que com uma visão clara do que está por vir.


Santiago do Chile, 2 dez (Prensa Latina) Muitos chilenos hoje se perguntaram até que ponto chegará a rejeição popular do presidente Sebastián Piñera, que aparece segundo as pesquisas como o pior presidente desde o retorno à democracia no país.


29 de noviembre de 2019, 0:21Por Armando Reyes Calderín

Beirute, (Prensa Latina) As contínuas manifestações de protestos mantêm parado um Líbano com um Governo sem potestade para apresentar leis ou decretos, nem um Parlamento que possa aprova?las.


Havana, (Prensa Latina) No início de 2019, a Escola Superior de Administração e Direção de Empresas da Espanha previu que Peru, Chile e Colômbia liderariam o crescimento econômico na América Latina durante os próximos doze meses.


Por Masiel Fernández Bolaños

Bogotá (Prensa Latina) A cada mês, semana e, praticamente todos os dias deste ano, a violência se tornou uma realidade na vida colombiana.


Havana, 27 nov (Prensa Latina) A ofensiva neoliberal e a repressão militar na América Latina constituem hoje fatores desestabilizadores nas nações do Equador, Chile, Bolívia e Colômbia, alertam pesquisadores e líderes de forças de esquerda.