Minuto a minuto

Hanói, 23 out (Prensa Latina) A Assembleia Nacional elegeu hoje presidente do Vietnã o secretário-geral do Partido Comunista, Nguyen Phu Trong.


Teerã, 23 out (Prensa Latina) O chanceler do Irã, Mohammed Yavad Zarif, afirmou hoje que qualquer diálogo com os Estados Unidos deve ser baseado no respeito mútuo, porque a confiança entra em outra categoria.


Gaborone, 23 out (Prensa Latina) Cuba celebrou na localidade de Serowe, Botswana, o Dia da Cultura, com participação dos integrantes da Brigada Médica desse país e liderada pela embaixadora Patricia Pego.


Seul, 23 out (Prensa Latina) O gabinete da Coreia do Sul respaldou hoje o acordo de paz assinado em setembro com a República Popular Democrática da Coreia (RPDC) para desgosto da oposição, que acusa o Governo de desrespeitar o Parlamento.


Damasco, 23 out (Prensa Latina) As autoridades sírias continuam hoje a legalização de 2.100 mil pessoas que se acolheram à recente lei de anistia nas províncias de Damasco, Homs e Quneitra.


Caracas, 23 out (Prensa Latina) Com a participação de vários países, onde se destacam representações de Cuba e China, Venezuela prepara hoje o próximo capítulo da Feira Internacional de Ciência e Tecnologia (Fictec) 2018.


Havana, 23 out (Prensa Latina) O presidente de El Salvador, Salvador Sánchez Cerén, chega hoje a esta capital para uma visita oficial que se estenderá até o próximo dia 27.


Tokio, 23 Out (Prensa Latina) Um tremor de 6,1 graus de magnitude estremeceu hoje a prefeitura de Okinawa, localizada no extremo sul do Japão, sem gerar até momento ameaça de tsunamis.


Paris, 23 Out (Prensa Latina) As autoridades da França começaram hoje a evacuação de um acampamento de imigrantes na localidade nortista de Grande Synthe, onde estavam concentradas umas mil e 800 pessoas, informaram fontes oficiais.


Beirute, 23 Out (Prensa Latina) Uma declaração das Forças de Paz no Líbano (FPNUL) desmentiu hoje acusações de Israel sobre uma suposta violação pelo Hizbulah da resolução 1701 do Conselho de Segurança.


Paris, 23 Out (Prensa Latina) O Comitê de Direitos Humanos da ONU considerou ''muito radical'' a proibição na França do véu integral conhecido como niqab usado pelas mulheres muçulmanas, segundo uma decisão emitida hoje e divulgado aqui pela imprensa local.