19 de July de 2024
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Trump e o julgamento de documentos confidenciais sem data prevista

Trump-Juicio-1-2

Trump e o julgamento de documentos confidenciais sem data prevista

Washington, 21 jun (Prensa Latina) Até hoje não há data para o julgamento do ex-presidente estadunidense Donald Trump no caso de maltrato de documentos confidenciais, nem se vislumbra nenhuma.

Concordam que, em vez de acelerar o caso para tentar iniciar o julgamento de Trump, a juíza federal da Flórida Aileen Cannon – nomeada pelo ex-presidente – se dedicou a escutar o regateio das moções da defesa.

O último capítulo da saga jurídica que envolve Trump está marcado para sexta-feira no tribunal de Cannon em Fort Pierce, Flórida.

O juiz presidirá uma audiência de um dia inteiro sobre a questão de saber se a nomeação do promotor especial Jack Smith nesse caso foi apropriada de acordo com a Constituição.

O primeiro é um argumento semelhante que foi rejeitado por outros juízes quando aplicado ao conselheiro especial Robert Mueller, que liderou a investigação sobre o relacionamento de Trump com a Rússia, e David Weiss, que está processando Hunter Biden, o filho do atual ocupante do Salão Oval.

Mas na segunda-feira Cannon também ouvirá um desafio da defesa sobre como o escritório de Smith foi financiado, outra linha de argumentação que foi rejeitada por diferentes tribunais, e amanhã ele também considerará uma questão processual no tribunal.

Especialistas em direito penal advertiram que esses são os tipos de moções que poucos juízes considerariam durante as longas audiências. Em vez disso, dizem eles, ele poderia ter lido os documentos legais e emitido uma decisão, mas a questão aqui é o tempo.

Ao continuar exigindo horas de tempo no tribunal para quase todas as questões em disputa, Cannon se encaixou perfeitamente na estratégia do ex-governador: tentar adiar o julgamento desse caso até depois da eleição de 5 de novembro.

Embora ela afirme que está apenas tentando garantir a justiça, suas ações levantaram dúvidas entre os próprios juristas.

“Moções que outros juízes decidiriam de forma rotineira e rápida, a juíza Cannon coloca em sua pauta e as atrasa por um período de tempo excessivo”, disse Joyce Vance, colaboradora jurídica da MSNBC e ex-promotora federal, segundo a imprensa. “É como morrer por mil cortes”, disse ela.

Apesar de ter sido quase afogado por problemas legais que o mantiveram nos tribunais por mais tempo do que na campanha, Trump – condenado e aguardando sentença no primeiro julgamento criminal de um ex-presidente dos EUA – parece ser o favorito em diferentes pesquisas para retornar à Casa Branca.

Um modelo de previsão do jornal The Hill e da DDHQ constatou que o republicano tem 59% de chance de ganhar a presidência este ano, contra 41% de chance do democrata Joe Biden, que está tentando a reeleição.

Trump enfrenta 37 acusações por supostamente ter cometido sete crimes federais ao lidar com documentos confidenciais que levou sem permissão para sua residência em Mar-a-Lago depois de deixar a mansão executiva em janeiro de 2021.

jha/dfm/mb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.

EDICIONES