19 de July de 2024
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Lula receberá plano contra o crime organizado na Amazônia brasileira

Lula-recibira-plan-contra-crimen-organizado-en-Amazonia-brasilena-1

Lula receberá plano contra o crime organizado na Amazônia brasileira

Brasília, 17 jun (Prensa Latina) O presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, receberá hoje a assinatura do contrato que destina 318,5 milhões de reais (cerca de 62 milhões de dólares) do Fundo Amazônia para o chamado Plano Amazônia: Segurança e Soberania (AMAS). A celebração do acordo entre o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, e o titular do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Aloizio Mercadante, será no Palácio do Planalto, sede do Poder Executivo nesta capital.

Além do investimento em profissionais de segurança federais e municipais, serão reforçadas as ações de inteligência e fiscalização por meio da aquisição e aluguel de equipamentos de enfrentamento ao crime organizado, como helicópteros de médio porte, barcos blindados e veículos.

Um dos principais objetivos da AMAS é estruturar e equipar o Centro Internacional de Cooperação Policial, em Manaus, capital do norte do estado do Amazonas, e reforçar a integração com a Companhia de Operações Ambientais, unidade da Força Nacional especializada no combate ao desmatamento.

A ideia é ampliar e facilitar a troca de informações entre as forças de segurança federais, representantes das secretarias de segurança pública dos nove estados da Amazônia Legal e representantes dos demais países que compõem o bioma.

Organizações ambientalistas alertam que a expansão das facções criminosas aumenta os indicadores de violência na região e agrava ações criminosas ligadas à devastação ambiental da Amazônia, como desmatamento, mineração, grilagem de terras e queimadas.

A apresentação do documento intitulado Cartografias da violência na Amazônia, apresentado em novembro pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e pelo Instituto Madre Criolla, alertou que facções ganharam espaço na região, não apenas ampliando o tráfico de drogas, mas também associando-as a crimes ambientais que devastam os pulmões do planeta. Segundo o relatório, pelo menos 22 facções criminosas nacionais e estrangeiras atuam na Amazônia Legal, área que corresponde a 59% do território nacional e inclui nove estados: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão. O estudo localizou e localizou a sua presença em 178 das 772 cidades da região (25%), um em cada quatro municípios. Em 80 deles há disputa entre gangues.

Um terço dos amazônicos vive em áreas de conflito e confrontos entre grupos criminosos. São pelo menos 8,3 milhões de pessoas que, em suas rotinas, estão sujeitas a dinâmicas de violência extrema, como trocas de tiros e assassinatos à luz do dia.

59% da população da área, ou 15,4 milhões de pessoas, residem sob o domínio de pelo menos uma dessas facções.

jf/ocs/ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.

EDICIONES