19 de July de 2024
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Eleitores negros podem decidir as eleições nos EUA em novembro

A millennial black man and woman voting at a voting booth in an election.

Eleitores negros podem decidir as eleições nos EUA em novembro

Washington, 17 jun (Prensa Latina) A maioria dos eleitores negros na Pensilvânia e Michigan, dois estados norte-americanos que poderiam definir as eleições de novembro, dizem hoje que apoiariam o presidente Joe Biden nessas eleições, segundo pesquisas.

No entanto, uma proporção significativa dos que o apoiaram em 2020 escolhe terceiros ou diz-se indecisa, segundo uma sondagem citada nos meios de comunicação locais.

Nos dois estados, Biden percebe uma diminuição no apoio após a eleição nas urnas há quase quatro anos.

56,2 % dos eleitores negros entrevistados na Pensilvânia disseram que votariam no democrata, mas isso é 20 pontos percentuais menor do que aqueles que disseram que votariam nele em 2020.

Por sua vez, no Michigan, 54,4% dos eleitores questionados desse grupo afirmam que marcarão o nome do atual presidente nas cédulas, menos 22 pontos percentuais do que aqueles que o fizeram nas últimas eleições.

A análise de opinião determinou que o ex-presidente Trump aumentou ligeiramente em relação às eleições anteriores, com 10,8% apoiando-o agora na Pensilvânia, em comparação com cerca de oito por cento em 2020, e 15,2 % em Michigan, em comparação com nove por cento em 2020.

Na Pensilvânia, quando solicitados a escolher entre seis candidatos presidenciais, 16,4% dos entrevistados apoiam um candidato de um terceiro partido.

7,6% vão para o candidato independente Cornel West, 7,4% também para o independente Robert F. Kennedy Jr., 1% para a candidata do Partido Verde Jill Stein e 0,4% para o libertário Chase Oliver, informou o jornal The Hill.

No Michigan, os resultados são semelhantes, já que Kennedy aumentou para 8% do apoio dos eleitores negros inquiridos, enquanto West obteve 6,2%; Stein permaneceu em 1% e Oliver em 0,2%.

A pesquisa, divulgada este domingo, revelou também que outros 13,8% dos eleitores afro-estadunidenses nos dois estados dizem estar indecisos. O estudo surge num momento em que tanto Trump como Biden intensificaram o seu alcance e mensagens aos eleitores deste grupo populacional, especialmente aos homens, disse o jornal.

No fim de semana, Trump cortejou esses eleitores. Ele realizou uma mesa redonda no sábado em uma igreja afro-estadunidense no centro de Detroit, Michigan, e depois participou de um comício da organização ultraconservadora Turning Point Action, que tem ligações com supremacistas brancos, de acordo com a Liga Anti-Difamação.

Uma pesquisa realizada pelo Prew Center alertou que a população afro-estadunidense continua esmagadoramente democrática. 78% estariam do lado de Biden e apenas 18% do lado de Trump em 5 de novembro.

jf/dfm/ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.

EDICIONES