17 de June de 2024
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Exportações e importações palestinas caem devido à agressão

Exportações e importações palestinas caem devido à agressão

Ramallah, 22 de mai (Prensa Latina) As exportações e importações palestinas caíram em março em relação ao mesmo período de 2023, em meio à agressão israelense contra os territórios ocupados, revelou hoje uma fonte oficial.

O Gabinete Central de Estatística detalhou em comunicado que as vendas ao exterior nesse mês totalizaram 122,4 milhões de dólares, uma diminuição de 18 por cento em termos homólogos.

Quanto às importações de mercadorias, totalizaram 521,5 milhões de dólares, uma diminuição de 29 por cento.

A entidade detalhou que em março a balança comercial, que representa a diferença entre exportações e importações, registrou uma diminuição do valor do défice de 32 por cento.

Há dois meses, o Escritório destacou que a economia palestina entrou em colapso após o início do novo ciclo de violência, em 7 de outubro.

O Produto Interno Bruto (PIB) palestino caiu 29 por cento no quarto trimestre de 2023 devido à destruição causada por Israel na sequência da sua agressão contra Gaza, afirmou.

Destacou que o PIB caiu 81 por cento, enquanto na Cisjordânia caiu 19 por cento devido ao aumento das operações militares e às medidas punitivas adoptadas pelas autoridades do país vizinho.

Por setor, as atividades mineiras, transformadoras, hídricas e eléctricas registraram uma diminuição de 33 por cento, a construção 38 por cento, a agricultura, silvicultura e pesca 39 por cento e o comércio 27 por cento.

O PIB per capita na Palestina a preços constantes atingiu 544 dólares durante o quarto trimestre de 2023, uma diminuição de 31 por cento, detalhou.

A assessoria de imprensa do Governo de Gaza revelou em meados de março que os danos e perdas diretas registradas pela agressão israelita na Faixa ascendem a cerca de 30 bilhões de dólares.

Um mês antes, a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento alertou que o enclave costeiro necessitará de milhares de milhões de dólares e levará décadas para reverter a destruição sem precedentes da sua economia e infraestruturas.

Se a atual operação militar terminasse imediatamente e a tendência de crescimento 2007-2022 persistisse com uma taxa média de 0,4 por cento, Gaza levaria até 2092 para restaurar os níveis do PIB de 2022, sublinhou então.

A instituição destacou que mesmo com o cenário mais optimista de um crescimento anual de 10 por cento, só em 2035 seriam alcançados os níveis económicos de 2006, quando Israel impôs um bloqueio àquela área após a chegada ao poder do Movimento de Resistência Islâmica (Hamas).

oda/rob / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.

EDICIONES