18 de April de 2024
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Após as alterações, os ministros procurarão obter a ratificação

Após as alterações, os ministros procurarão obter a ratificação

Lima, 2 abr (Prensa Latina) O novo gabinete peruano buscará amanhã a ratificação parlamentar, em meio a uma crise política paralela, praticamente assegurada por mudanças de última hora em um terço das pastas, segundo a perceção generalizada.

A renovação dos chefes de seis dos 18 ministérios teve lugar ontem à noite, no meio da grave crise política causada pela revelação da aquisição não declarada e não explicada de relógios de luxo pelo presidente.

A mudança dos ministros do Interior, Educação, Agricultura, Produção e Comércio Externo e Turismo foi o resultado de uma remodelação negociada do gabinete ministerial, segundo a deputada centrista Susel Paredes.

Susel Paredes acrescentou que as mudanças garantiram o voto de confiança entre o Governo e o Parlamento, o que confirma uma aliança entre o primeiro e o bloco maioritário de extrema-direita e centro-direita do Congresso, cujos deputados a negam, embora apoiem o Presidente na crise do relógio.

Uma opinião semelhante foi expressa pelo analista Alejandro Godoy, que salientou que o governo ofereceu algumas pastas a estes partidos para ganhar a sua confiança, sem a qual todo o gabinete teria de se demitir.

A imprensa começou por revelar que as ministras do Comércio Externo e do Turismo, Elizabeth Galdo, da Mulher e das Populações Vulneráveis, Ángela Hernández, e da Agricultura, Ángel Manero, figuram, respetivamente, nos registos de filiação dos partidos Avanza País, Morado e Somos Perú.

Os partidos Morado e Somos Perú negaram que Hernández e Galdo tivessem sido autorizados a integrar o governo, negaram qualquer aliança com o governo e o primeiro anunciou um processo interno contra a nova Ministra dos Assuntos da Mulher.

De acordo com o diário La República, o governo está a usar as mudanças ministeriais para se aproximar dos seus aliados no Congresso, numa manobra para ganhar a confiança do Congresso no novo gabinete de ministros.

O analista Iván Hurtado previu que os novos ministros serão “escudeiros”, ou seja, defensores ferrenhos do presidente Boluarte diante de questionamentos e reclamações sobre seus relógios caros.

A ex-primeira-ministra Mirtha Vásquez declarou que a aprovação do Congresso para o novo gabinete está assegurada em virtude do que ela chamou de pacto corrupto pelo qual a legislatura protege o presidente e continuará a fazê-lo mesmo que ele cometa um crime flagrante.

ro/mrs/glmv

ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.

EDICIONES