18 de April de 2024
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Relembram em Cuba queda em combate do Pai do Pátria

FB_IMG_17090378251771385-1

Relembram em Cuba queda em combate do Pai do Pátria

Havana, 27 fev (Prensa Latina) Mais de um século depois de sua queda em combate, Cuba recorda hoje Carlos Manuel de Céspedes, iniciador das lutas pela independência em 1868 e primeiro presidente da República em armas.

Há exatos 150 anos, aquele aqui conhecido como Pai da Nação perdeu a vida durante um combate desigual contra as tropas colonialistas espanholas na cidade de San Lorenzo, na Sierra Maestra, no leste de Cuba.

Advogado de profissão e proprietário de terras, Céspedes libertou seus escravos na fazenda La Demajagua, onde hoje é a província oriental de Granma, em 10 de outubro de 1868 e os convidou à independência ou à morte para iniciar a guerra de libertação contra a Espanha.

Com a patente de major-general do Exército de Libertação, assumiu a presidência da República em Armas em abril de 1869.

Ele traçou estratégias para levar a guerra a todo o país com base numa cruzada de leste a oeste, com o objetivo de destruir a riqueza de Espanha para minar as suas fontes de sustento e finalmente conquistar a soberania nacional.

Embora a disputa tenha fracassado, teve um profundo carácter anticolonial, pois defendia um projeto político oposto às ideias reformistas e anexionistas para alcançar, simultaneamente com a independência, a abolição total da escravatura.

Tensões e desentendimentos com a Câmara dos Deputados levaram à deposição de Céspedes em 27 de outubro de 1873.

Segundo historiadores da ilha, o depoimento foi o prelúdio de sua morte porque o privaram de assistentes e escolta e, ao mesmo tempo, obrigaram-no a ir para a saga governamental.

Privado injustamente da escolta que lhe correspondia devido à sua elevada posição, caiu em 27 de fevereiro de 1874 numa emboscada perpetrada pelo Batalhão de Caçadores de San Quentin, da qual se defendeu apenas com um revólver. O povo cubano nomeou-o Pai da Nação pelo seu papel de liderança nas lutas pela independência e porque quando recebeu a notícia da sentença de morte do seu filho mais novo e foi chantageado para depor as armas se quisesse salvá-lo, ele expressou: Oscar não é meu único filho: sou o pai de todos os cubanos que morreram pela Revolução.

lam/mks/ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.

EDICIONES