1 de March de 2024
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

O Egipto condenou as declarações do edil israelita de extrema-direita

O Egipto condenou as declarações do edil israelita de extrema-direita

Cairo, 12 fev (Prensa Latina) O governo egípcio criticou hoje os ataques verbais contra o país do ministro israelita das Finanças, Bezalel Smotrich, que qualificou de totalmente inaceitáveis.

É lamentável e vergonhoso que Smotrich continue com suas declarações irresponsáveis e inflamatórias que não revelam nada mais que uma sede de matar, destruir e sabotar qualquer tentativa de conter a crise na Faixa de Gaza, disse em comunicado o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores egípcio, Ahmed Abu Zeid.

Durante a reunião do seu partido, Smotrich afirmou que as autoridades do Cairo têm uma responsabilidade considerável na operação lançada pelo movimento palestiniano Hamas a 7 de outubro.

Segundo o responsável, conhecido pelas suas posições anti-árabes e radicais, as munições e as armas obtidas pelo Hamas passaram “em grande parte pelo Egipto”.

O responsável instou ainda o Primeiro-Ministro Benjamin Netanyahu a não enviar uma delegação dos serviços secretos ao Egipto para negociar uma troca de prisioneiros entre Israel e a milícia palestiniana, defendendo ao mesmo tempo uma eventual ofensiva terrestre contra a cidade de Rafah, no sul de Gaza, que se encontra sobrelotada.

Tais declarações são inaceitáveis sob todos os aspectos, porque temos o controlo total do território nacional, respondeu Abu Zeid.

O porta-voz apelou a que não se “envolva o nome do Egipto em qualquer tentativa falhada de justificar falhas no desempenho” de outro país.

A declaração do ministério na segunda-feira coincidiu com as declarações do ministro egípcio dos Negócios Estrangeiros, Sameh Shoukry, que disse que o seu governo respeitaria o tratado de paz de 1979 com Israel desde que houvesse reciprocidade.

A agência noticiosa norte-americana AP, que citou dois funcionários egípcios e um diplomata ocidental, afirmou ontem que o Egipto tinha ameaçado suspender o acordo se Netanyahu desse finalmente luz verde à operação militar contra Rafah.

No dia anterior, o Ministério dos Negócios Estrangeiros egípcio condenou a ofensiva terrestre planeada pelo exército israelita contra o sul de Gaza, onde vivem mais de 1,4 milhões dos 2,3 milhões de palestinianos que vivem no enclave costeiro.

Reiteramos a nossa “total rejeição das declarações de responsáveis israelitas sobre o lançamento de uma operação militar em Rafah, alertando para as suas terríveis consequências à luz da catástrofe humanitária” naquele território, sublinha a nota.

mem/rob/glmv

ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.

EDICIONES