12 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

China denuncia campanha para desestabilizar Cuba (+Fotos)

China, Cuba, campaña, desestabilizaci{on, denuncia

China denuncia campanha para desestabilizar Cuba (+Fotos)

Beijing, 7 Jul(Prensa Latina) Representantes de Cuba na China denunciaram hoje uma campanha de desestabilização política e de descrédito contra a ilha promovida pelos Estados Unidos, com apelos à violência e a intenção de criar pretextos para uma intervenção humanitária.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O embaixador do país caribenho aqui, Carlos Miguel Pereira, ressaltou que para lançar a ofensiva as forças hostis mais uma vez aproveitam as graves dificuldades comerciais e financeiras geradas pelo bloqueio de Washington e pela crise internacional.

Como salientou, para isso recorrem a velhas práticas de ataque, combinam-nas com modernas técnicas de Guerra Não Convencional, alocam milhões de dólares e utilizam tecnologias sofisticadas.

“Mais uma vez apostam-se mentiras e trata-se de gerar internacionalmente a imagem de um país socialmente instável em crise política, usando falsidades e lendas fabricadas. Colocam-nos todo o tipo de rótulos e promovem-se o ódio”, disse, alertando quem procura repetir tumultos como os de 11 de julho de 2021.

Pereira também se referiu à resistência dos cubanos, ao apoio da América Latina e do Caribe às manobras dos Estados Unidos e às conquistas da ilha no desenvolvimento e aplicação em tempo recorde de suas próprias vacinas contra o Covid-19.

 

“Cuba não esconde suas deficiências. Estamos passando por momentos difíceis. Mas temos certeza de que com o humanismo, a criatividade e o tremendo esforço de nosso povo e a ajuda solidária de nações irmãs como a China, sairemos vitoriosos. Cuba é e será seja um país estável, seguro e unido”, disse.

O diplomata pronunciou estas palavras no início de uma noite na sede da Fundação Chinesa para a Paz Mundial em Pequim, que reuniu diplomatas de outros países, amigos chineses e compatriotas que aqui vivem em apoio à maior das Antilhas.

Agradeceu a todos por contribuírem para o desenvolvimento de relações amistosas entre os dois Estados socialistas, especificando que o apoio mútuo na arena multilateral e o compromisso com a paz e a segurança refletem a natureza especial dos laços e a aspiração comum de construir um mundo mais justo e sustentável .

Por seu lado, Li Ruohong, presidente da Fundação Chinesa para a Paz Mundial, destacou as contribuições de Cuba para o Índice de Desenvolvimento Humano por meio da alta expectativa de vida, alfabetização em massa e avanços na medicina.

Afirmou que a chegada dos primeiros chineses à ilha em junho de 1847 deixou como legado uma amizade especial e sólida diante da turbulência internacional.

Finalmente, Li pediu um trabalho conjunto “para expandir o círculo influente de amigos entre os dois países, beneficiar a causa da paz e os povos do mundo”.

A atividade incluiu um momento cultural onde artistas do gigante asiático interpretaram canções icônicas da pauta musical cubana e apresentaram coreografias de salsa acompanhadas de canções de orquestras emblemáticas daquele território.

mem/ymr/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.