10 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Premiê de Belize insiste em acabar com o bloqueio dos EUA a Cuba

Belice, Cuba, bloqueo, EEUU

Premiê de Belize insiste em acabar com o bloqueio dos EUA a Cuba

Paramaribo, 4 de julho (Prensa Latina) O primeiro-ministro de Belize, John Briceño, insistiu na necessidade de acabar com o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos a Cuba há mais de 60 anos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Briceño também qualificou essa política de ilegal em seu discurso de abertura, neste domingo, da 43ª Cúpula de Chefes de Governo da Comunidade do Caribe (Caricom), sediada nesta capital.

O chefe de governo pediu a celebração das relações diplomáticas entre os países integrados nesse mecanismo e Havana, laços que no final do ano completarão cinco décadas de oficialização.

“Este marco histórico nos chama a um esforço dedicado para acabar com o bloqueio ilegal imposto a Cuba”, disse o político belizenho de 61 anos na abertura do fórum que termina amanhã.

A reunião regional se reúne com base em uma agenda de interesse comum, na qual se destacam a pandemia de Covid-19 e seu impacto na região, os avanços na segurança alimentar e nutricional, as ações concertadas como os temas mais importantes para enfrentar as mudanças climáticas, e apoio à implementação de um mercado e uma economia comuns.

A reunião inaugura o chefe de Estado do Suriname, Chandrikapersad Santokhi, como presidente pro tempore da Caricom, cargo no qual sucede a Briceño, que ocupava essa responsabilidade desde 1º de janeiro.

Briceño defendeu a integração regional durante sua gestão à frente da comunidade, bem como a posição comum dos países membros perante a comunidade internacional.

Talvez o exemplo mais conhecido seja seu discurso aos chefes de estado e de governo presentes na IX Cúpula das Américas em junho passado, realizada em Los Angeles, Estados Unidos.

Lá, ele criticou a exclusão da Nicarágua, Venezuela e Cuba por razões políticas e exigiu que Washington acabasse com sua política hostil em relação a Havana.

As autoridades cubanas denunciaram repetidamente esta política que causou perdas avaliadas em 150 mil 410 milhões de dólares a preços atuais, além de violações permanentes de direitos humanos e efeitos em setores tão sensíveis como saúde e educação.

rgh/avs/glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.