15 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Destacam-se os compromissos de Cuba com o meio ambiente

Destacam-se os compromissos de Cuba com o meio ambiente

Lisboa, 30 Jun (Prensa Latina) Cuba considerou hoje aqui que a gestão partilhada dos oceanos, bem como a reflexão sobre a sua sustentabilidade, deve ser uma das prioridades máximas na gestão dos governos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Falando na Conferência dos Oceanos promovida pela ONU, com a participação de Portugal e Quénia, o primeiro vice-ministro do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ambiente (Citma) de Cuba, José Fidel Santana, sublinhou o peso que estas questões representam na sobrevivência dos pequenos Estados insulares para o desenvolvimento.

Partindo da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, sublinhou que o encontro de Lisboa “nos une num objetivo comum: proteger e conservar os nossos mares e oceanos”.

Santana disse que Cuba ratifica que a proteção do meio ambiente em nível global deve estar alinhada com o princípio das responsabilidades comuns, mas diferenciadas, bem como com o imperativo da cooperação regional e internacional, especialmente nos países caribenhos, vulneráveis e dependentes de setores como turismo.

O primeiro vice-ministro da Citma disse que a maior das Antilhas favorece a implementação de modelos de desenvolvimento sustentável, baseados no conhecimento científico e tecnológico, na ética, na política ambiental visando a sustentabilidade do desenvolvimento e que reflitam as circunstâncias nacionais.

Além disso, o fortalecimento dos meios de implementação, como recursos financeiros de fontes multilaterais, capacitação e transferência de tecnologia, entre outros.

“Defendemos a promoção dos oceanos como fontes de energia limpa e sustentável, bem como a necessidade de financiar o desenvolvimento de uma economia circular que promova a gestão de direitos”, acrescentou.

Para Cuba, as questões relacionadas com o meio ambiente têm uma prioridade estratégica, o que se reflete na nova Constituição da República, aprovada em 2019, onde “viver em um ambiente saudável e equilibrado” é reconhecido como um direito do cidadão, destacou.

Por outro lado, Santana comentou que uma nova Lei do Sistema de Recursos Naturais e Ambiente, recentemente aprovada, “dedica parte dos seus artigos à proteção especial das nossas águas interiores e dos mares que nos rodeiam”.

Explicou que no Plano Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social até 2030, Cuba estabeleceu metas ambiciosas com água, redução de plástico; prevenção e enfrentamento de crimes e ilegalidades que afetam a fauna e a flora silvestres.

Além disso, 24% na geração de energia a partir de fontes renováveis e maior uso de transporte terrestre com menores emissões.

“Em 2017, nosso país aprovou o Plano Estadual de Enfrentamento às Mudanças Climáticas (Tarea Vida)”, disse.

Ele também mencionou o projeto de Resiliência Costeira às mudanças climáticas em Cuba, chamado Minha Costa, aprovado pelo Conselho do Fundo Verde para o Clima, apesar da oposição solitária dos Estados Unidos, “como uma demonstração de quão visceral é o bloqueio que dura mais de 60 anos simplesmente por razões políticas.”

Lamentou que persistam visões egoístas e pouco amistosas, medidas unilaterais e bloqueios económicos, que “prejudicam a promoção de mares e oceanos mais limpos, bem como a transição para economias mais sustentáveis e de acordo com as vulnerabilidades e a igualdade de oportunidades”.

jf/ft/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.