19 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Suspendem reunião sobre destituição presidencial no Equador

Suspendem reunião sobre destituição presidencial no Equador

Quito, 26 jun (Prensa Latina) O presidente da Assembleia Nacional do Equador, Virgilio Saquicela, suspendeu hoje, por algumas horas, a sessão parlamentar que debate um pedido de destituição do dignitário Guillermo Lasso.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A decisão foi tomada por Saquicela após mais de sete horas de análise e 32 intervenções de parlamentares, atendendo ao pedido de outros 40 parlamentares para falar sobre a proposta promovida pela aliança União pela Esperança (UNES).

A previsão era retomar a sessão nesta tarde, após um dia em que a maioria dos pronunciamentos incluiu mensagens para as famílias dos falecidos e feridos durante os 13 dias da greve nacional convocada pela Confederação de Nacionalidades Indígenas do Equador (Conaie), apoiada por estudantes, trabalhadores, mulheres, camponeses e outros.

Além da convocação para o plenário, também foi convocado o Presidente, que não participou da sessão, posição criticada por alguns dos parlamentares, e enviou sua defesa por escrito.

“Não podemos deslegitimar o protesto porque lá fora há camaradas capazes de dar a vida por uma causa justa”, disse Johanna Moreira, que também propôs não encerrar o debate, mas suspendê-lo, até as próximas decisões do Governo Nacional.

Por seu lado, Pavel Muñoz afirmou que ninguém pode ficar feliz no Equador com o que aconteceu em 13 dias de manifestações, quando se viu uma sociedade racista, classista, que, longe de reconhecer a justa causa, em alguns casos estigmatizou, e isso, foi terrível.

Além disso, especificou que o pedido da UNES responde à existência de um Executivo com funcionários inúteis, mentirosos e repressivos, diante do qual mencionou dois cenários: ganhar os votos e convocar eleições ou não obter o apoio necessário e manter Lasso à frente do país por mais três anos.

“Hoje o problema não é necessariamente como o Estado é administrado, que já é um problema sério, mas como unir uma sociedade profundamente dividida”, enfatizou.

A greve social se baseia em uma agenda de 10 pontos proposta pela Conaie sobre geração de empregos, proibição do garimpo ilegal, atenção à agricultura, orçamento para educação e saúde, respeito aos direitos coletivos, repúdio à privatização e combate efetivo à falta de segurança.

Na véspera, minutos antes da instalação do Plenário Legislativo, Lasso revogou o decreto que estabelecia estado de emergência em seis das 24 províncias do país, o que constituía uma das garantias solicitadas pela Conaie para estabelecer um diálogo com o Executivo, aguardando respostas às reclamações.

mem/scm/hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.