13 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Suprema Corte dos EUA decide contra o direito ao aborto

aborto-estadosunidos

Suprema Corte dos EUA decide contra o direito ao aborto

Washington, 24 jun (Prensa Latina) A Suprema Corte dos Estados Unidos anulou hoje a decisão conhecida como Roe v. Wade, que garantiu o direito ao aborto desde 1973, comprometendo o acesso ao procedimento em vários territórios.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A decisão da alta corte, que deixa ao critério dos Estados a decisão de proibi-la, foi aprovada por um voto de seis juízes conservadores a três liberais.

Espera-se que cerca de 20 estados conservadores introduzam novas restrições, disseram fontes judiciais ao The New York Times.

As chamadas “leis de gatilho automático” estão agora em vigor em 13 delas, proibindo as mulheres de interromper sua gravidez se assim o desejarem.

Esta decisão invalida um veredicto que foi colocado em vigor há quase 50 anos, e em maio já se presumia que isso poderia acontecer depois que um documento com a decisão dos juízes fosse divulgado.

A maioria conservadora da Suprema Corte argumentou em seu decreto “que a Constituição não confere o direito ao aborto” e que “o poder de regular o aborto deve ser devolvido ao povo e a seus representantes eleitos”.

Governadores democráticos em vários estados, incluindo Califórnia, Novo México e Michigan, anunciaram planos para proteger o direito de interromper a gravidez após a revogação.

A posição atual do judiciário contrasta com a opinião de aproximadamente 70% dos adultos americanos, para os quais a decisão de fazer um aborto deveria ser deixada para a mulher grávida e seu médico, revelou uma pesquisa do ABC News/Washington Post.

Nos últimos anos, forças conservadoras em diferentes estados encorajaram a adoção de legislação antiaborto a fim de levar a questão ao mais alto tribunal do país e derrubar o Roe v. Wade.

Numerosas organizações da sociedade civil alertam sobre os perigos desta decisão para a saúde reprodutiva da mulher, especialmente em grupos vulneráveis.

mem/ajs/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.