2 de July de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Nova pesquisa confirma impasse político em Israel

Netanyahu

Nova pesquisa confirma impasse político em Israel

Tel Aviv, 21 jun (Prensa Latina) Uma nova eleição em Israel, a quinta desde 2018, também não resolveria a instabilidade política nacional, já que nenhum dos dois blocos em disputa alcançaria maioria parlamentar, segundo uma pesquisa divulgada hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Uma pesquisa realizada pela Panels Politics e divulgada pela rádio 103FM revelou que o ex-primeiro-ministro e atual chefe da oposição, Benjamin Netanyahu, não conquistaria nem metade dos 120 assentos no Knesset (Parlamento).

Embora o partido de Netanyahu, o ultranacionalista Likud, obtenha 36 cadeiras, a coalizão de direita que ele lidera junto com as formações Sionismo Religioso, Shas e Judaísmo Unido da Torá somaria 59 cadeiras, cinco a mais do que na atual legislatura.

Enquanto isso, os partidos que compõem a aliança no poder ganharão um total de 55 cadeiras. As seis cadeiras restantes vão para a Lista Conjunta, coalizão de grupos árabes e de esquerda que se recusa a aderir a um dos dois blocos.

O levantamento é o primeiro a ser publicado depois de confirmar ontem o colapso do Governo e a próxima chamada às urnas.

As duas principais figuras da coalizão governante israelense anunciaram ontem de forma surpresa a apresentação de um projeto de lei para dissolver o Knesset e convocar novas eleições gerais.

O primeiro-ministro e principal figura do partido de extrema-direita Yamina, Naftali Bennett, e o chanceler e líder do Futuro, Yair Lapid, emitiram um comunicado sobre o assunto após várias semanas de tensões dentro da aliança após serem minoria no hemiciclo.

Fontes próximas a Bennett disseram que o objetivo do projeto é realizar eleições em seus próprios termos e não ser deposto do poder por Netanyahu.

Nas últimas semanas, o ex-primeiro-ministro, que nunca escondeu seu desejo de voltar ao cargo, aumentou seus ataques contra a heterogênea aliança, bastante enfraquecida desde que perdeu a maioria parlamentar em 6 de abril.

Nessa data, a deputada Idit Silman, também de Yamina, decidiu somar seu voto à oposição. Em maio, Ghaida Rinawie Zoabi, do pacifista Meretz, deixou a aliança depois de criticar Bennett por sua falta de apoio à minoria árabe.

Agora, os oito partidos que chegaram ao poder há um ano têm 59 cadeiras das 120 que compõem o Parlamento.

A aliança é formada por grupos de extrema direita, centro, islamita, esquerda, todos unidos na rejeição da volta ao poder de Netanyahu, que liderou o país por 15 anos, 12 deles ininterruptamente.

acl/rob/ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.