13 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Rússia tornou-se o maior fornecedor de petróleo da China

Rusia-China-petróleo

Rússia tornou-se o maior fornecedor de petróleo da China

Moscou, 20 jun (Prensa Latina) A Rússia é o maior fornecedor de petróleo para a China, com 55 por cento de exportações em maio em comparação com o mesmo período em 2021, de acordo com os dados da alfândega de Beijing divulgados hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

No último mês, as entregas de petróleo bruto russo por mar e através do oleoduto ESPO (East Siberia-Pacific Ocean) atingiram 8,42 milhões de toneladas ou 1,98 milhões de barris por dia.

Isso representa um aumento de 25% em relação aos 1,59 milhões de barris por dia enviados em abril, informou a agência de notícias Reuters, com base em informações da Administração Geral de Alfândega de Beijing.

Após 19 meses, a nação eurasiática tornou-se mais uma vez o maior exportador de petróleo bruto da China, ultrapassando a Arábia Saudita com 7,82 milhões de toneladas ou 1,84 milhões de barris por dia no mês passado.

A mídia britânica enfatizou que os números atuais confirmam que Moscou “é capaz de encontrar compradores para seu petróleo apesar das sanções ocidentais”, embora a preços mais baixos.

Por outro lado, as entregas de gás natural liquefeito russo para a Rússia em maio atingiram 400.000 toneladas, 56% a mais do que no mesmo mês do ano passado.

Nos primeiros cinco meses do ano, este fornecimento foi 22% maior que em 2021, equivalente a 1,84 milhões de toneladas.

No início de maio, o vice primeiro ministro russo Alexander Novak informou que o país começou a vender petróleo a novos compradores e aumentou o volume de seus suprimentos em várias direções, incluindo a região da Ásia-Pacífico.

Embora ele não tenha fornecido detalhes sobre os novos clientes, o funcionário sênior explicou que as empresas petrolíferas do país estão procurando novas direções e construindo novas cadeias logísticas diante das sanções anti-russas no setor, incluindo tentativas de estabelecer um embargo de combustível.

Nóvak enfatizou que as autoridades federais também estão estudando novos projetos de infraestrutura para diversificar seu abastecimento de petróleo, informou a agência de notícias TASS.

Neste sentido, destacou como opção a extensão do gasoduto ESPO para a China, bem como a construção de novas instalações portuárias.

mem/mml/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.