13 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Prevêem até 900 mil empregos perdidos no Afeganistão

Afganistán-desempleo

Prevêem até 900 mil empregos perdidos no Afeganistão

Cabul, 17 jun (Prensa Latina) A perda de empregos no Afeganistão desde a tomada do poder político pelo Talibã deve atingir entre 700.000 e 900.000 em meados de 2022, foi relatado hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O Inspetor Geral Especial para a Reconstrução do Afeganistão (Sigar) destacou que 89% dos entrevistados – um número recorde – disseram que suas economias estão piorando, refletiu o portal de notícias TOLO.

75% relataram que não tinham dinheiro suficiente para alimentação nos 12 meses anteriores e 58% indicaram que não tinham recursos para moradia adequada, disse Sigar, citando uma pesquisa recente da empresa de análise e consultoria americana Gallup realizada entre agosto e Setembro de 2021.

As mulheres são particularmente afetadas, com a expectativa de que os níveis de emprego feminino diminuam em 21% até meados de 2022, em comparação com antes da tomada do Talibã.

As mulheres representavam 17% da força de trabalho do Afeganistão em 2020, observou Sigar em um relatório.

De acordo com os números disponíveis do Ministério das Obras Públicas, a taxa de desemprego foi superior a 18% em 2020 e agora deverá aumentar acentuadamente.

Atualmente, o Afeganistão encontra-se em piores condições econômicas e sociais após a retirada militar dos Estados Unidos, que invadiram o país em 2001 sob o pretexto de combater o terrorismo ao custo de mais de dois bilhões de dólares do contribuinte americano segundo a Brown University e as mortes de centenas de milhares de civis afegãos. O Talibã controla uma nação mais pobre do que há duas décadas, com grande parte da população passando fome, apesar dos abundantes recursos naturais do país, incluindo terras raras, ouro e lítio.

A situação crítica também é marcada por uma seca intensa que reduziu a produção agrícola e a falta de água.

mem/abm/ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.