2 de July de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Sonhadores esperam 10 anos nos EUA

EEUU-Dreamers

Sonhadores esperam 10 anos nos EUA

Washington, 15 jun (Prensa Latina) A Ação Diferida para Chegadas da Infância (DACA), uma ordem executiva emitida pelo ex-presidente Barack Obama, completou dez anos hoje em meio a adiamentos e ameaças. A iniciativa foi lançada pela Casa Branca para conceder permissões de trabalho e proteção contra a deportação a milhares de jovens indocumentados que chegaram antes de 2007.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em anos posteriores, o Congresso não regulamentou por lei o que faria parte de uma longa reforma migratória, já que a última foi aprovada no governo do republicano Ronald Reagan em 1986, ou seja, em novembro estarão 36 anos sem o poder legislativo se pronunciar.

Os Dreamers são os 2,1 milhões de jovens indocumentados que vieram para os Estados Unidos quando crianças e atualmente há aproximadamente um milhão deles que se beneficiam dessa ação diferida, estabelecida por Obama em 15 de junho de 2012, mas o que será dos outros, especialistas e ativistas comunitários se perguntam hoje.

Recentemente, durante uma exclusiva Cúpula das Américas, a Casa Branca e 19 países assinaram um plano contra a migração irregular, mas, como muitas das coisas incluídas nesse fórum limitado, são apenas promessas difíceis de alcançar, especialmente quando nos Estados Unidos Estados há uma polarização política.

Analistas consideram que o governo do presidente Joe Biden está tentando frear a migração irregular em três eixos: oferecer mais oportunidades, aumentar o número de refugiados e reforçar as fronteiras, se terá sucesso ou não, é duvidoso.

Por outro lado, uma análise recente assinada por Maribel Hastings e David Torres, da American Voice, e publicado no jornal La Opinion, de Los Angeles, Califórnia, abordou o problema enfrentado pelos chamados “sonhadores”.

Os especialistas afirmaram que este 15 de junho é um lembrete da fragilidade do programa e da inação do Congresso em oferecer uma solução permanente.

Uma década depois, o DACA enfrenta muitos obstáculos legais e, de fato, uma decisão judicial o limita à renovação de licenças e não aceita novos pedidos, acrescentam especialistas.

São cerca de 100 mil jovens que terminarão o ensino médio este ano sem a possibilidade de obter uma carteira de trabalho, situação que complica sua realidade imediata, de suas famílias e de seus bairros.

Em sua análise geral sobre este aniversário do DACA, Hastings e Torres afirmam que não há sensibilidade no Congresso.

São citados mil estudos sobre os benefícios para o país da legalização do trabalho ilegal; Há arrependimentos porque os chamados Dreamers ainda não estão legalizados e porque a proteção temporária que receberam há uma década está pendurada nos tribunais, dizem eles.

Essas investigações lembram “que mesmo as mãos que coletam e processam nossos alimentos, os trabalhadores agrícolas, não possuem documentação, em sua maioria”.

Os republicanos vão à fronteira fazer um teatro sobre a “crise” que existe, garantem que estamos sendo “invadidos”, mas são os primeiros a bloquear projetos de lei que buscam reformar as leis de imigração em suas diversas manifestações: fronteira, asilo, indocumentados, entre outros, disseram especialistas.

Essas posições nada mais são do que uma manifestação dos resquícios daquele trumpismo obsoleto que continua a tomar conta da ala conservadora do país, promovendo não apenas a agenda anti-imigrante, mas também retrocedendo os direitos civis décadas, para mais uma vez tornar as minorias invisíveis, especialmente imigrantes afrodescendentes.

Mas, os sonhadores têm algo a seu favor, contribuem com mais de 40 bilhões de dólares por ano para o Produto Interno Bruto, o que se traduz em quase seis vezes mais do que os sete bilhões de dólares que o DACA custa aos Estados Unidos.

Em suma, os eleitores do país vão às urnas, como no próximo mês de novembro, para apoiar uma ou outra força política, mas muitos já não têm a mesma paciência ou lealdade para com os partidos.

Eles votam esperando resultados, algo que neste ciclo eleitoral será muito difícil para ambos os grupos políticos demonstrarem.

oda/lb/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.