15 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Honduras defendeu a unidade e a inclusão na Cúpula das Américas

honduras-defendeu-a-unidade-e-a-inclusao-na-cupula-das-americas

Honduras defendeu a unidade e a inclusão na Cúpula das Américas

Los Angeles, EUA, 11 jun (Prensa Latina) Honduras defendeu aqui a unidade e a inclusão de todos os países na recém-concluída IX Cúpula das Américas, onde a nação centro-americana foi representada pelo chanceler Enrique Reina.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Falando no encontro continental, do qual Estados Unidos, Cuba, Nicarágua e Venezuela foram excluídos, o chefe da diplomacia hondurenha transmitiu uma mensagem do presidente Xiomara Castro, que pediu participação igualitária.

“Somos uma América, uma grande pátria em sua riqueza e imensa diversidade. Todos os estados iguais fazem parte deste grande e próspero continente”, disse o chanceler.

Da mesma forma, ele pediu o fortalecimento da confiança entre as democracias, por meio do cumprimento dos compromissos sobre isso: direitos humanos, governança transparente e boas práticas regulatórias, anticorrupção e estado de direito.

“Uma América unida nos fará avançar, uma América sem medidas ou bloqueios unilaterais”, enfatizou.

Comentou que o presidente Castro, ausente da reunião em apoio aos países mencionados, compartilha todas as questões e acordos emanados da cúpula para buscar soluções conjuntas e enfrentar os grandes desafios da região.

“Do diálogo, do confronto de ideias, surgem soluções para todos os problemas que nos afligem”, disse o diplomata hondurenho.

Reina se referiu ao plano de ação sobre saúde e resiliência nas Américas; bem como o programa regional de transformação digital, ao mesmo tempo que defende o respeito pela autodeterminação dos povos e a não interferência.

“Todos nós enfrentamos grandes desafios institucionais, estruturais e de direitos humanos na consolidação da democracia e do estado de direito. Não podemos nos tornar juízes de outros estados e nações”, disse ele.

O chanceler também se referiu em seu discurso à questão migratória, uma das mais complexas do hemisfério, para a qual pediu um tratamento digno e humano a todos os migrantes que circulam pelo continente.

Por outro lado, apelou à avaliação e reforço da capacidade e resiliência dos sistemas de saúde e cadeias de valor da saúde a nível nacional e regional, com o ser humano no centro das políticas.

car/ybv/ml

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.