10 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Eleições e diálogo sobre o alto custo de vida marcam o Panamá

eleicoes-e-dialogo-sobre-o-alto-custo-de-vida-marcam-o-panama

Eleições e diálogo sobre o alto custo de vida marcam o Panamá

Cidade do Panamá, 11 jun (Prensa Latina) O processo para as eleições gerais de 2024 e um diálogo nacional para encontrar soluções para o alto custo de vida foram o foco da semana de notícias que termina hoje no Panamá.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Magistrados do Tribunal Eleitoral (TE) explicaram nesta capital a correspondentes da imprensa estrangeira que a falta de confiabilidade por parte dos cidadãos e dos partidos dificulta a automatização do voto.

O vice-presidente do TE, Alfredo Juncá, destacou que a instituição está avançando em um necessário processo de atualização tecnológica, quando faltam apenas 23 meses para a consulta de 5 de maio de 2024.

Juncá indicou que a transformação digital não parou, embora o importante uso de novas tecnologias não possa ser feito em detrimento do prestígio e confiabilidade do sistema.

Nesse sentido, salientou que esta é uma das razões pelas quais, após as alterações introduzidas com a votação eletrônica, ainda se mantém como atualização restrita.

Nesse sentido, comentou que o Covid-19 acelerou essas mudanças, entre elas a assinatura digital que permite ter certeza sobre o que está acontecendo com a identidade do cidadão e eliminar completamente a possibilidade de que, por exemplo, as assinaturas de apoio a candidatos a uma posição de eleição popular são falsificadas.

Sobre o assunto, diversas organizações sociais e movimentos populares publicaram mensagens nas redes sociais denunciando a fraude cometida em 2019 com o cadastramento e votação de pessoas falecidas ou inexistentes. Nesses textos alertam a população que as próximas eleições serão mais antidemocráticas, excludentes e fraudulentas que as anteriores.

Também nos últimos sete dias, a convocação da aliança Povos Unidos pela Vida denunciou a falta de vontade do Executivo em atender suas demandas, incluindo o aumento generalizado dos salários e a resolução de problemas como o desemprego.

Após concluir uma terceira rodada da mesa de diálogo com uma comissão de governo no Palácio Presidencial, os representantes daquele grupo especificaram que exigiam que a administração de Laurentino Cortizo entregasse por escrito as formas de responder às reivindicações que avaliarão na próxima semana.

Os dirigentes dos principais grupos insistiram na complexa situação que o país atravessa, nomeadamente os elevados preços dos combustíveis, medicamentos e o aumento desenfreado do custo da cesta básica familiar.

Por sua vez, o coordenador da Frente de Defesa dos Direitos Econômicos e Sociais, Jorge Guzmán, lembrou que serão mantidas medidas de pressão em defesa da vida, como uma marcha popular em 28 de junho, até que a Presidência seja obrigada a responder. específico para a lista de 32 pedidos.

Por outro lado, verificou-se que adversidades como falta de água e falta de internet em dezenas de centros educacionais são algumas das lacunas ainda a serem fechadas no sistema educacional.

Na opinião do presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores da Educação do Panamá, Humberto Montero, os impactos da pandemia também afetaram os baixos níveis de aprendizagem, principalmente nos primeiros anos do ensino fundamental.

ode/ga/ml

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.