7 de July de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Pedem à OMS investigar laboratórios financiados pelos EUA na Nigéria

Pedem à OMS investigar laboratórios financiados pelos EUA na Nigéria

Moscou, 27 mai (Prensa Latina) O Ministério da Defesa russo pediu hoje à Organização Mundial da Saúde (OMS) que investigue as atividades dos laboratórios nigerianos financiados pelos Estados Unidos nas cidades de Abuja, Zaria e Lagos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O diretor das forças de defesa radiológica, química e biológica das Forças Armadas russas, Igor Kirillov, pediu a esse órgão das Nações Unidas que revise o trabalho desses centros e informe a comunidade internacional das conclusões.

Ele ressaltou que há um precedente de inúmeros casos de violação dos requisitos de biossegurança pelos Estados Unidos e armazenamento negligente de biomateriais patogênicos, referindo-se a acusações recentes sobre o uso de bio-laboratórios na Ucrânia para o desenvolvimento de armas químicas e biológicas.

Ele alertou que, de acordo com um relatório da OMS, a cepa da varíola dos macacos da África Ocidental atingiu outros países e regiões da Nigéria, outra nação, disse ele, onde os Estados Unidos implantaram sua infraestrutura biológica.

“Segundo a informação disponível, existem pelo menos quatro laboratórios biológicos controlados por Washington a operar na Nigéria”, disse Kirillov, acrescentando que dois deles operam na cidade de Abuja, um em Zaria e um em Lagos.

Em sua opinião, essa “estranha coincidência” precisa ser verificada por especialistas.

Em 3 de maio, o presidente do Comitê de Investigação da Rússia, Alexander Bastrykin, informou que o financiamento de programas biológicos na Ucrânia pelos Estados Unidos ultrapassou 224 milhões de dólares desde 2005.

O alto responsável salientou que este órgão está a investigar um processo criminal relacionado com o desenvolvimento de armas biológicas de destruição maciça, financiado pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos e outras organizações envolvidas naquele país.

Segundo Bastrykin, a análise dos documentos obtidos permitiu identificar o círculo de pessoas ligadas às atividades biológicas militares naquele país, incluindo representantes do Pentágono e de empresas contratantes dos EUA.

“Os Estados Unidos realizaram sistematicamente trabalhos de melhoria e reequipamento de cerca de três dúzias de instituições científicas dos Ministérios da Saúde e Agricultura da Ucrânia, bem como várias instalações sanitárias e epidemiológicas do comando das forças médicas do Ministério de Defesa da Ucrânia”, disse.

Ele alertou que os resultados dos estudos foram transferidos para os territórios controlados por Kiev antes do início da operação militar na Rússia.

No entanto, o chefe das forças russas de defesa radiológica, química e biológica denunciou em 14 de abril que Washington gastou mais de 350 milhões de dólares em projetos para o Centro de Ciência e Tecnologia da Ucrânia nos últimos anos.

vm/mml/hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.