26 de June de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Cuba condena posição intervencionista dos EUA na Cúpula das Américas

Cuba condena posição intervencionista dos EUA na Cúpula das Américas

Havana, 27 mai (Prensa Latina) O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, condenou hoje as posições intervencionistas dos Estados Unidos e seus critérios de exclusão com os países da região em relação à próxima IX Cúpula das Américas.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Falando na XXI Cúpula de Chefes de Estado e de Governo da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América-Tratado de Comércio dos Povos (ALBA-TCP), realizada nesta capital, o presidente denunciou que Washington está mais uma vez utilizando os fóruns regionais para impor seus fins hegemônicos.

O chefe de Estado assegurou que o país do norte está aproveitando sua condição de anfitrião dessa cúpula, marcada para 6 a 10 de junho na cidade de Los Angeles, na Califórnia, para restringir a participação de nações com muito a contribuir para aquele encontro.

“A prática de exclusão dos Estados Unidos não é nova e mostra sua incapacidade de garantir a concordância de um espaço plural, mesmo quando afirma ser um exemplo de democracia”, disse Díaz-Canel.

Da mesma forma, o presidente repudiou o desrespeito às diferenças de Washington e assegurou que a forma de manter as relações hemisféricas deve ser modificada.

“Nossa América mudou, exclusões não são possíveis; a decisão de não convidar países constitui um retrocesso histórico”, enfatizou o presidente.

Sublinhou ainda que perante as tentativas de seletividade, é urgente reforçar os mecanismos de coordenação da região, para a defesa da soberania, sem intervenções.

Nesse sentido, insistiu no potencial da ALBA-TCP, para fortalecer a unidade e o diálogo diante dos problemas da área.

Além disso, ratificou a vontade de Cuba de avançar na construção de uma sociedade mais justa e resistir ao impacto da política hostil dos Estados Unidos, materializada no bloqueio econômico, comercial e financeiro contra a ilha e nas operações político-comunicacionais.

A XXI Cúpula da ALBA-TCP se reúne hoje no Palácio da Revolução na capital sem exclusões.

Os representantes analisam os pontos fortes da Aliança e as estratégias comuns de desenvolvimento, bem como discutem a situação política regional.

Díaz-Canel disse recentemente que em nenhum caso participará da reunião marcada para junho, que excluiu Cuba, Venezuela e Nicarágua.

“Compartilhamos a posição dos líderes da região que afirmaram firmemente que todos devem ser convidados em pé de igualdade”, afirmou.

A ALBA-TCP é formada por 10 países da América Latina e Caribe e foi fundada em Havana em 14 de dezembro de 2004 pelos líderes Fidel Castro e Hugo Chávez.

O mecanismo tem entre seus princípios a decisão sobre posições multilaterais para negociação e enfatiza o combate à pobreza e à exclusão.

mv/cgc/hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.