7 de July de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Cuba com uma abordagem inovadora da soberania alimentar

Cuba com uma abordagem inovadora da soberania alimentar

Havana, 25 de maio (Prensa Latina) A soberania alimentar em Cuba é um desejo que hoje exige pensamento e ação inovadores para a autossuficiência municipal, apoiados por uma abordagem sustentável, resiliente e equitativa, disse um especialista no assunto.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Na Oficina Nacional do Projeto de Autoabastecimento Local de Alimentação Saudável e Sustentável (Alass), a coordenadora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Edit Felipe, explicou que é uma questão prioritária para o desenvolvimento do setor e neste ratifica uma vontade do governo.

Isso está expresso na lei recentemente aprovada sobre soberania alimentar e educação nutricional, que sustenta a relevância do projeto Alass e do programa SAS-Cuba, contexto em que a participação do PNUD adquire maior relevância, disse o responsável.

Felipe ressaltou que a inovação marca os resultados alcançados, devemos pensar diferente e introduzir novas metodologias, ainda que sejam perfectíveis. Hoje promovemos, disse ele, que os aumentos produtivos sejam abordados em bases sustentáveis, práticas, medidas de adaptação às mudanças climáticas, fontes de energia renováveis.

É preciso tratar as questões nutricionais de uma perspectiva diferente na hora de pensar e planejar o que vamos produzir, indicou.

Mas também, continuou, é preciso apoiar o processo de descentralização que o país está desenvolvendo na capacitação dos governos municipais.

Uma ideia que foi apoiada pela diretora de Agricultura Urbana e Suburbana do Ministério da Agricultura (Minagri), Elizabeth Peña, que ressaltou que as ações devem ter como objetivo alcançar a autonomia em nível municipal.

Enquanto isso, o diretor de Assuntos Internacionais do Minagri, Orlando Díaz, lembrou que a própria lei de soberania alimentar tem impacto em todos os processos e acrescentou que os projetos de cooperação atuais e futuros devem estar voltados para os objetivos estratégicos da legislação.

Acima de tudo, o desenvolvimento de sistemas alimentares locais, sustentáveis, inclusivos e resilientes, sublinhou.

Ao se referir ao projeto Alass, Díaz se referia ao componente educacional, mas alertou sobre a necessidade de enfrentá-lo com uma visão abrangente com o restante dos componentes e programas.

Alass é um dos três projetos inseridos no Programa Nacional “Apoio Estratégico à Segurança Alimentar Sustentável em Cuba” (SAS-Cuba) e está implementado em seis municípios das províncias de Sancti Spiritus e Villa Clara.

Conta ainda com um financiamento de 13 milhões 433 mil euros, dos quais 13 milhões assegurados pela União Europeia e os restantes pelo PNUD.

rgh/tdd/glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.