7 de July de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Hamas adverte Israel contra retomada da política de assassinatos

Hamas adverte Israel contra retomada da política de assassinatos

Ramallah, 18 mai (Prensa Latina) O Movimento de Resistência Islâmica (Hamas) alertou hoje Israel sobre uma onda de violência em larga escala se Tel Aviv retomar sua política de assassinatos seletivos contra líderes palestinos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Falando à imprensa, Taher Al Nono, assessor de mídia do chefe do escritório político do Hamas, Ismail Haniyeh, anunciou que este enviou “mensagens claras a muitos líderes e países da região” sobre as consequências da estratégia israelense.

Haniyeh alertou que os planos dessa nação forçarão as milícias palestinas a responder, destacou Al Nono.

Nas últimas semanas, vários deputados de direita, analistas e a mídia israelense pediram ao governo Naftali Bennett que retome os assassinatos seletivos de figuras públicas palestinas.

No centro do alvo está o chefe do Hamas na Faixa de Gaza, Yahya Sinwar, que é responsabilizado pela onda de ataques em Israel após seus pedidos de resistência contra o ocupante. Sinwar deve ser punido, “houve opções para assassiná-lo no passado e haverá no futuro, a decisão será tomada de acordo com a necessidade e as consequências”, disse recentemente o presidente do Comitê de Relações Exteriores e Segurança do Knesset), Ram Ben Barak.

O general Giora Eiland, ex-chefe do Conselho de Segurança Nacional, falou de maneira semelhante.

“Estou começando a ver os benefícios de se livrar do Sinwar, acho que vale a pena discutir, apesar de todas as consequências terríveis”, disse ele.

Enquanto isso, o ministro das Comunicações, Yoaz Hendel, considerou que foi um erro libertá-lo como parte da troca de prisioneiros com o Hamas há uma década.

Em resposta, as milícias palestinas alertaram que retomarão os ataques suicidas e disparos de foguetes contra o Estado vizinho se o exército começar a matar seus líderes.

Durante a chamada Intifada Al Aqsa (2000-2005) as Forças Armadas e os serviços de inteligência daquele país utilizaram sistematicamente essa política, questionada pela comunidade internacional.

De acordo com o Centro de Informação de Direitos Humanos de Israel nos Territórios Ocupados, de 2002 a 2008, pelo menos 387 palestinos perderam a vida nessas operações.

oda/rob/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.