29 de June de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Hizbullah-Amal consolida assentos nas eleições libanesas

Libano, elecciones, parlamento, Hizbulah, Hamal

Hizbullah-Amal consolida assentos nas eleições libanesas

Beirute, 17 de maio (Prensa Latina) A dupla do Hezbollah (Partido de Deus) e do Movimento Amal conquistou 31 assentos no novo Parlamento do Líbano após o anúncio hoje dos resultados finais das eleições legislativas.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

De acordo com a lista de vencedores, a Resistência Islâmica Libanesa adicionou 16 assentos, incluindo 3 deputados aliados; enquanto isso, Amal ganhou 15 assentos para consolidar sua liderança dentro do bloco xiita.

Do lado cristão, a Corrente Patriótica Livre alcançou 21 assentos no corpo legislativo, mais os três do partido armênio Tashnaq, para superar seu principal rival, as Forças Libanesas, que conquistou 18 assentos e não deixou de ostentar uma vitória esmagadora desde o último domingo à noite.

A votação apoiou 13 candidatos independentes e 15 da sociedade civil, a maioria deles surgiu com o surto social do outono de 2019.

Das forças tradicionais, o Partido Socialista Progressista ganhou nove assentos, os ex-membros do Movimento Futuro somaram 6, os falangistas somaram 5; enquanto o Movimento da Independência, a Corrente Marada de Frangie e a Associação de Projetos Beneficentes Islâmicos chegaram a 2, respectivamente.

Com um assento aparecem a Organização Popular Nasserista, o Partido Liberal Nacional, o Grupo Islâmico e o Partido da União.

De acordo com quem conhece a situação no Líbano e no Oriente Médio, o clima político vai melhorar nos próximos dias com a formação de blocos parlamentares e alianças.

No domingo passado, 41 porcento dos quase quatro milhões de libaneses inscritos nos cadernos eleitorais exerceram seu direito constitucional, oito pontos abaixo dos eleitores de 2018.

O Líbano reconhece 18 confissões de fé e o pacto nacional de independência da França em 1943 estabeleceu que o presidente da República deve ser um cristão maronita, o primeiro-ministro um muçulmano sunita e o chefe do parlamento xiita, e assim por diante com os demais cargos .

No entanto, o Acordo de Taif de 1989, que pôs fim à guerra civil (1975-1990), estabeleceu uma fórmula de partilha de poder baseada em quotas que dá a cada uma das principais comunidades religiosas (muçulmanas e cristãs) 64 lugares no parlamento.

No próximo sábado o atual congresso cessará seu mandato e o desafio para o sistema político é a formação do novo governo, bem como a eleição do chefe da legislatura e do presidente da República (outubro).

mgt/yma/glmv

ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.