29 de June de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Angola retomará a repatriação de refugiados congoleses

Angola, repatriación, refugiados, congoleños

Angola retomará a repatriação de refugiados congoleses

Luanda, 17 mai (Prensa Latina) O governo angolano retomará a repatriação dos refugiados da República Democrática do Congo (RDC), após um impasse devido a Covid-19, noticiou hoje um jornal nacional.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Segundo o Jornal de Angola, o anúncio foi feito pela Ministra da Ação Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Alves, após visitar um assentamento de refugiados na cidade de Lôvua, na província de Lunda Norte, no nordeste do país.

O povo poderá retornar voluntariamente aos seus lugares de origem após a reabertura das fronteiras terrestres entre os dois estados, que permaneceram fechadas como medida preventiva diante da pandemia, explicou o oficial, conforme citado pela publicação.

Sem especificar a data de reinício, Alves assegurou que o governo angolano está trabalhando em coordenação com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), com o objetivo de alcançar um processo tranquilo, respeitando todos os protocolos e normas internacionais.

Entretanto, solicitou a ajuda do ACNUR e de outros parceiros para sensibilizar os cidadãos do Congo democrático a retornarem voluntariamente ao seu país, informou o jornal.

Apesar das dificuldades financeiras, acrescentou, Angola tem continuado a fornecer assistência aos refugiados em termos de emergências humanitárias, incluindo o fornecimento de parcelas de terra arável para produzir alimentos para a autossuficiência.

Atualmente, cerca de sete mil refugiados da RDC permanecem no assentamento Lóvua; eles compõem 2.571 famílias, das quais 953 são chefiadas por mulheres.

Em março de 2017, Angola recebeu em Lunda Norte cerca de 35.000 pessoas da nação vizinha, fugindo de conflitos étnicos e políticos na região Kassai, informou o relatório.

Antes de serem transferidos para o município de Lóvua, eles foram abrigados em dois centros temporários instalados em Dundo, o território principal de Lunda Norte.

Segundo a fonte, em 2019, um total de 14.757 congoleses decidiram retornar espontaneamente ao seu país, mas em 2020, a repatriação foi suspensa por causa das barreiras sanitárias diante da pandemia.

jcm/mjm/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.