29 de June de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Bolsonaro é julgado por Covid-19 e ataques à democracia brasileira

Bolsonaro é julgado por Covid-19 e ataques à democracia brasileira

Brasília, 16 mai (Prensa Latina) O Tribunal Permanente dos Povos julgará o presidente Jair Bolsonaro por crimes contra a humanidade na gestão da Covid-19 e seus ataques acentuados hoje contra minorias e democracia no Brasil.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Até o momento, o gigante sul-americano acumulou 664.872 vidas perdidas e 30.682.094 infecções pelo patógeno.

O portal Brasil de Fato confirmou que o julgamento será realizado nos dias 24 e 25 de maio, simultaneamente em Roma (Itália), onde fica a sede da entidade, e na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.

Fundado em 1979, este tribunal é um órgão de opinião, sem efeitos condenatórios do ponto de vista jurídico, que examina casos relacionados a violações com base nas denúncias dos autores de tais crimes perante a opinião pública internacional.

A audiência foi composta por 130 membros indicados pelo Conselho da Fundação Internacional Lelio Basso e a Libertação dos Povos.

O julgamento do presidente de extrema direita será realizado em sua 50ª sessão e o júri é composto por 12 personalidades e um chefe que ouvirá a acusação, elaborada pela advogada e professora Eloisa Machado, da Fundação Getulio Vargas de São Paulo, e as testemunhas do caso.

A denúncia foi apresentada pela Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns, Serviços Públicos Internacional, Articulação dos Povos Indígenas do Brasil e Coalizão Negra por Direitos.

Além disso, contou com o apoio do Conselho Indígena Missionário e de outras entidades ligadas à defesa dos direitos humanos.

O site de notícias esclareceu que o tribunal é importante porque agora há uma escalada do golpe contra o Estado de Direito.

“Não há melhor momento para realizar este julgamento sobre os crimes cometidos por este governo, seus ministros e especialmente o Presidente da República”, disse o professor Paulo Sérgio Pinheiro, ex-ministro de Direitos Humanos e membro da Comissão de Arns, em entrevista à televisão.

Ele ressaltou que o governo terá o direito de se defender, mas ainda não se sabe se o Palácio do Planalto (sede do Poder Executivo) enviará um representante.

Para o acadêmico, as instituições não funcionam no Brasil, o que ajuda nessa escalada rumo ao golpe que Bolsonaro sonha. Ele disse que, na ordem internacional, tudo é muito lento e há quatro denúncias contra o ex-militar no Tribunal Penal Internacional de Haia, na Holanda, mas as respostas não surgirão em 2022.

“Por isso é muito oportuno instalar este tribunal de opinião para compensar um período de tempo tão longo que consagra total impunidade no âmbito do seu mandato”, denunciou.

jha/ocs/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.