27 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Manobras do governo israelense para evitar ser minoria parlamentar

ISrael, gobierno, maniobras, minoría, parlamentaria

Manobras do governo israelense para evitar ser minoria parlamentar

Tel Aviv, 14 mai (Prensa Latina) A demissão do ministro israelense de Serviços Religiosos, Matan Kahana, para somar seu voto no Knesset (Parlamento) hoje dá uma pausa ao chefe de governo Naftali Bennett, que está tentando manter a coalizão no poder unida.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Kahana, um aliado de Bennett, renunciou ao cargo na noite passada, o que lhe permitirá retomar suas funções como legislador na Câmara, dividida 60-60 entre o Executivo e a oposição.

De acordo com a lei, ao assumir o cargo de ministro um deputado deixa vago seu cargo, que é ocupado por outro político do mesmo partido, embora o primeiro possa recuperar o cargo se assim o desejar.

Nas últimas semanas houve especulações sobre a possível deserção do legislador Yomtob Kalfon, que substituiu Kahana, o que motivou o novo movimento do primeiro-ministro.

Relatos da mídia revelaram que a decisão foi tomada depois que Kalfon esteve ausente do plenário do Knesset por várias votações e não respondeu aos telefonemas.

Depois de perder a maioria legislativa em 6 de abril, a coalizão liderada por Bennett vive seu pior momento desde que chegou ao poder em junho de 2021.

O gabinete está na corda bamba após a recente decisão da deputada Idit Silman de adicionar seu voto à oposição, liderada pelo partido Likud do ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

A crise se agravou após o anúncio do partido árabe Raam de congelar sua participação no Executivo em repúdio à recente ofensiva israelense contra a Esplanada das Mesquitas em Jerusalém, o terceiro lugar mais sagrado para os muçulmanos.

Esta semana Raam concedeu “uma nova oportunidade” aos seus sócios e anunciou o seu regresso à aliança.

No entanto, os meios de comunicação nacionais estimam que vários membros do Yamina, o partido de extrema-direita de Bennett, poderiam passar para o outro lado e assim dar a Netanyahu a cobiçada maioria.

Estão sob escrutínio o ministro do Interior, Ayelet Shaked, e os deputados Nir Orbach e Abir Kara.

Todas as pesquisas concordam que nem a aliança nem a oposição de direita alcançariam a maioria se novas eleições fossem realizadas. car/rob/ml

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.