26 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Cuba imunizará crianças menores de dois anos contra a SARS-CoV-2 (+Foto)

Cuba imunizará crianças menores de dois anos contra a SARS-CoV-2 (+Foto)

Havana, 10 mai (Prensa Latina) A comunidade científica cubana está preparando hoje vários ensaios clínicos destinados a crianças menores de dois anos, que não receberam o imunógeno contra o vírus SARS-CoV-2, que causa a Covid-19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Já 1,8 milhões de crianças entre dois e 11 anos de idade foram vacinadas como campanha, ou seja, em uníssono, e os resultados da aplicação das vacinas nessa população mostram a segurança desses injetáveis.

Também sua potência, resposta imune, resposta de células T, imunidade duradoura e indução de memória, descreveu Dagmar Garcia, diretor de pesquisa do Instituto de Vacinas Finlay (IFV), em um discurso.

A estratégia para crianças menores de dois anos, que representam 3% da população pediátrica cubana, se concentra em três grupos: zero a seis meses, seis a 11 meses e 12 a 24 meses.

Crianças menores de seis meses devem ser protegidas pela vacinação materna e amamentação, pois nascem com níveis semelhantes de anticorpos à mãe já imunizada, neste caso com a vacina Abdala do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB).

Chamado de quitinas Soberana, o novo ensaio clínico nesta faixa etária será com crianças entre um e dois anos de idade com as vacinas Soberana 02 e Soberana Plus, ambas da IFV, e será realizado na província central de Cienfuegos. Soberana Futuro será acrescentado a isto, com crianças entre sete e 11 meses, explicou ele.

Também voltado para a população pediátrica, o CIGB está trabalhando em uma estratégia de imunização contra a Covid-19 em crianças menores de dois anos com a vacina Abdala na província oriental de Camagüey, explicou sua diretora de pesquisa clínica, Verena Mucio.

Com este imunizador, está sendo elaborado um plano para os primeiros 1.000 dias de vida dos bebês, ou seja, desde a concepção até os 24 meses de idade.

Ao mesmo tempo, estão sendo realizadas pesquisas em bebês entre seis e 11 meses de idade para avaliar a segurança, imunogenicidade e efeito da vacina nessa população.

A estratégia também inclui mulheres grávidas, que vacinam seus bebês por transferência passiva de imunidade, e recém-nascidos, disse ele.

Este estudo é chamado Espirta e será realizado em quatro hospitais de Havana, enquanto o segundo estudo em crianças de seis a 11 meses será realizado em oito locais da capital.

jcm/alb/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.