28 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Dia das Mães em Cuba com vestígios de dor

Cuba, Día, Madre, dolor, Hotel Saratoga, accidente

Dia das Mães em Cuba com vestígios de dor

Havana, 8 mai (Prensa Latina) Um dia atípico será vivido pelas mães de Cuba, marcado pela dor das perdas físicas após o acidente no hotel Saratoga, que mantém um país inteiro em suspense e mudou o rosto de seus filhos nos últimos horas.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Uma pergunta é recorrente nos dias de hoje e é a de quanta inquietação guardará o coração daqueles que não verão mais seus filhos, daqueles que os acompanham em um leito de hospital ou daqueles que aguardam um aviso sobre seu resgate.

Nas imediações do hotel, parece um formigueiro de capacetes laranja, o ir e vir de homens cujas famílias esperam em casa, e quando roubam alguns momentos da agitação, é só ouvi-los dizer, “Mãe , não se preocupe, estou bem!”

Há um país que não dorme desde sexta-feira quando o posto de turismo foi abastecido com gás e o som chocante de uma explosão ceifou vidas, acumulou lágrimas e escureceu nas horas seguintes, inclusive hoje.

O que em anos anteriores poderia ter sido um dia das mães para a comemoração, compra de flores e transporte desmoronado pelo movimento de pessoas em busca de um abraço de mãe, neste mês de maio será para acompanhar o desenrolar dos acontecimentos e esperar o nome de outro milagre vivo subindo dos escombros.

O presidente da nação, Miguel Díaz-Canel, expressou isso com pesar em declarações à imprensa no dia do acidente e enviou suas condolências a essas famílias que nunca mais serão as mesmas.

Alguém neste sábado em suas redes sociais garantiu que as atitudes diante do trágico incidente de uma cidade inteira que se voltou para os bancos de sangue e as constantes demonstrações de afeto que Cuba deve às suas mães, e diante de tanto sucesso, surgem com pressa nomes como Mariana Grajales ou Vilma Espín, só para citar dois.

As mulheres são também algumas das que não abandonaram as suas funções de dirigentes do Partido, do Governo e das forças de socorro após mais de 35 horas de trabalho no local do acidente, ou aquelas que num quarto de hospital ajudam a curar a alma e o corpo.

As mães são as professoras que viram o pânico nos olhos de seus alunos na escola perto do hotel e corajosamente os colocaram um a um a salvo do enorme monstro de poeira e destruição que estava vindo em sua direção.

Hoje, além disso, haverá crianças que não poderão parabenizá-los e para quem a fragilidade da vida, a perpetuidade da dor, foi exposta como nunca antes.

É verdade que este será um dia a que nós cubanos não estamos acostumados, mas também é verdade que o amor multiplicado e a consolação de cada uma das mães concentrarão seu núcleo forte naquele canto de Havana que hoje precisa de sua proteção.

mem/lrg/ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.