25 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Ativista britânico confessa seu amor por Cuba

Cuba, Reino UNido, activista, solidaridad, Rob Miller

Ativista britânico confessa seu amor por Cuba

Havana, 5 mai (Prensa Latina) O ativista britânico Rob Miller se apaixonou por Cuba em 1978 quando participou do Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes, realizado em Havana.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Desde então e até hoje, a nação caribenha o inspira com solidariedade e defesa diante do mundo e, em troca, retribui a gratidão por trazer a verdade e a realidade cubana ao seu país.

Tenho grande afeição por este povo que tem resistido ao bloqueio americano”, confessou ele à Prensa Latina.

Miller dirige a Campanha de Solidariedade de Cuba no Reino Unido, onde ele não deixa de explicar que esta política afeta as famílias.

Atualmente é composta por mais de quatro mil membros individuais e cerca de 23 sindicatos com cerca de quatro milhões de seguidores em todo o país.

Assim “influenciamos o governo porque estes trabalhadores têm uma relação permanente com o Partido Trabalhista”.

Miller está em Cuba acompanhada por 32 jovens sindicalistas britânicos, onde participaram do Encontro Internacional de Solidariedade em Havana.

Disse que a missão do grupo é compartilhar com seus colegas suas experiências em Cuba, que há 62 anos enfrenta o bloqueio imposto pelas sucessivas administrações americanas.

“É a maneira que temos de aumentar a solidariedade”, confessou, e assegurou que “Cuba é pequena, mas tem uma imagem muito forte no Reino Unido”.

Com relação à guerra da mídia que os inimigos da Revolução Cubana estão tentando travar nas redes sociais, o ativista disse que é difícil influenciar a maioria da mídia britânica, mas a força dos sindicatos torna possível mostrar as realidades e realizações da nação caribenha.

Miller comentou que “o bloqueio é inacreditável e também afeta nossa dignidade”.

Exemplificou que nos últimos meses o grupo de solidariedade reuniu recursos para apoiar o enfrentamento à Covid-19, e expressou que em várias ocasiões, ao pagar em bancos estrangeiros, a ação foi negada “porque aquela ajuda era para Cuba”.

Definiu o bloqueio como uma política de estrangulamento e disse que, apesar de seu alcance extraterritorial, a campanha de solidariedade britânica não deixará de lutar ao lado do povo cubano, que é “um povo bom, inteligente e educado”.

jf/yaa/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.