21 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

ONU pede fundos para enfrentar crise humanitária no Iêmen

ONU, pedido, fondos, crisis, alimentaria, Yemen

ONU pede fundos para enfrentar crise humanitária no Iêmen

Áden, 01 mai (Prensa Latina) O coordenador humanitário das Nações Unidas para o Iêmen, David Gressly, pediu hoje à comunidade internacional que acelere a entrega de fundos para enfrentar a grave crise que esta nação árabe vive.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O agravamento da crise humanitária no Iêmen é uma realidade que devemos enfrentar com urgência, disse Gressly, citado por um comunicado do Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA).

Mais de 23 milhões de pessoas, ou quase três quartos da população do Iêmen, agora precisam de assistência, um aumento de três milhões em relação ao ano passado, enfatizou.

O OCHA prevê que um recorde de 19 milhões de pessoas precisarão de assistência alimentar no segundo semestre do ano.

Peço a todos os doadores que desembolsem os fundos prometidos rapidamente, disse Gressly.

Cerca de US $1,3 bilhão foi prometido durante uma cúpula internacional no mês passado de arrecadação para o Iêmen.

No entanto, estima-se que esse valor seja menos de um terço dos 4,3 bilhões necessários para manter os programas de assistência da ONU em 2022.

Precisamente, o Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa) lamentou na semana passada a insuficiente ajuda financeira internacional ao Iêmen.

Desde o início do ano, a falta de dinheiro nos obrigou a reduzir as intervenções de saúde e proteção reprodutiva que salvam muitas vidas aqui, disse a agência em comunicado.

Ele alertou que 23,4 milhões de iemenitas, 75% da população, precisarão de alguma forma de assistência humanitária em 2022.

Mais de 4,3 milhões de pessoas foram deslocadas de suas casas, a economia entrou em colapso assim como o sistema de saúde, detalhou aquela instituição da ONU.

A guerra começou em 2014, quando os rebeldes houthis pegaram em armas e ocuparam grande parte do país, incluindo Sanaa, a capital. No ano seguinte, uma coalizão árabe, liderada pela Arábia Saudita, interveio no conflito em apoio ao então presidente Abd Rabbu Mansour Hadi, que recentemente entregou o poder ao novo Conselho de Liderança Presidencial.

mem/rob/hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.