28 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

A OTAN é culpada pelo aumento dos preços e por tensão social

A OTAN é culpada pelo aumento dos preços e por tensão social

Moscou, 30 Abr(Prensa Latina) O senador russo Andrei Klimov culpou hoje a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) pelo aumento global dos preços e da tensão social.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Ele indicou que todo o maquinário da OTAN, mais Austrália, Japão, Nova Zelândia e outros países até 45, “menos de um quarto da humanidade”, são os que enfrentam esta nação eurasiana.

“Como resultado de seus atos ilegais contra a Rússia, os laços internacionais estão sendo rompidos, os preços e a tensão social estão aumentando em todo o mundo”, disse Klimov à imprensa da ASEAN.

O político russo considerou falsa a matriz de opinião que a mídia e os políticos ocidentais pretendem estabelecer que a crise ucraniana começou com a operação militar russa em 24 de fevereiro.

“Os americanos, com a participação dos países da OTAN e a liderança da burocracia da União Europeia, deram um golpe na Ucrânia em 2014”, disse ele segundo a agência de notícias Sputnik.

Ele assegurou que após esses eventos uma sangrenta guerra civil começou na região rebelde de Donbass que ceifou cerca de 15 mil vidas.

“A mídia ocidental não noticiou essa guerra. Os crimes do regime ucraniano chegam às centenas”, disse ele.

Segundo Klímov, o conflito entre a Rússia e a Ucrânia e as decisões ocidentais contra seu país têm um grande impacto negativo na Europa continental e até nos Estados Unidos.

car/mml/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.