26 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Reitera na Itália urgência de agir contra o amianto

Italia, Legambiente, Nueva Ecología, energía

Reitera na Itália urgência de agir contra o amianto

Roma, 28 abr (Prensa Latina) A associação Legambiente reiterou hoje a necessidade de atuar na Itália contra o amianto, substância nociva que causa graves efeitos à saúde dos cidadãos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em relação à comemoração do Dia Mundial das Vítimas do Amianto, a organização ambientalista emitiu um comunicado.

O documento lamenta que mais de três décadas após a aprovação de uma lei que proibia a extração, importação, produção e comercialização de amianto e quantos produtos o contém, pessoas continuam a morrer neste país por causa disso.

Andrea Minutolo, responsável científico da Legambiente, comentou que “a situação é cada vez mais dramática e confirma a necessidade de mudar de rumo, com medidas incisivas e improrrogáveis de segurança e recuperação de edifícios e territórios contaminados, para uma informação mais adequada e uma campanha de sensibilização”.

Ele acrescentou que, apesar dos efeitos danosos, a ação contra o amianto “não parece ser uma prioridade para o governo”.

Salientou que o Plano Nacional de Recuperação e Resiliência refere-se apenas a investimentos no parque agrossolar, sem a possibilidade de alocar recursos para coibir o seu uso, priorizar a saúde dos cidadãos e proteger o meio ambiente.

O texto de Legambiente lembra que a investigação de sua revista La Nuova ecology, correspondente ao mês de abril, é dedicada ao surgimento do amianto, que coleta dados atualizados do Relatório do Registro Nacional de Mesotelioma.

A investigação mostrou que dos mais de 31.000 casos de pessoas afetadas com mesotelioma pleural, registrados de 1993 a 2018, 80% respondem à exposição ao amianto.

Até agora, acrescentou, apenas 25% dessa “fibra assassina” foi eliminada e, nesse ritmo, levaria mais 75 anos para eliminá-la.

De norte a sul da Itália, observou a organização ambientalista, a recuperação é lenta tanto para grandes locais industriais de amianto quanto para edifícios públicos e privados que muitas vezes expõem as pessoas sem saber a essa fibra perigosa.

jf/smp / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.