19 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Estado panamenho assume controle de empresa de telecomunicações

Estado panamenho assume controle de empresa de telecomunicações

Cidade do Panamá, 28 Abr (Prensa Latina) Sem entrar em detalhes, o governo panamenho assumiu hoje a administração da empresa de telecomunicações Digicel com presença no Caribe e com operações no istmo desde 2008.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

De acordo com um comunicado do Conselho de Ministros, “o controlo da concessionária” através da Autoridade de Serviços Públicos (ASEP) visa garantir a continuidade dos trabalhadores e do serviço de comunicações pessoais.

O anúncio ocorre depois que a Digicel Panama solicitou a liquidação voluntária de suas operações perante a Justiça Civil em 6 de abril, sendo a primeira empresa de telecomunicações que presta um serviço público e que toma uma decisão como essa, segundo o jornal La Press.

Na ocasião, a Digicel Panamá anunciou que havia decidido deixar o país diante do que chamavam de um mercado que não garante uma concorrência saudável e uma entidade reguladora que não fez os ajustes que um terceiro e menor concorrente precisava, após a aprovação da fusão da Cable & Wireless Panama (CWP) e da Claro Panama.

Com a compra da Claro e a saída anunciada da Digicel, de um mercado de quatro concorrentes, o istmo ficaria com dois grandes empórios dominando o mercado: CWP e Tigo.

Esta situação não deixou outra saída ao Governo, a não ser participar no processo, garantindo o funcionamento de três concessionárias, conforme estipulado na norma que estabelece as disposições de concentração de mercado.

Na opinião de analistas, a aquisição da empresa de telecomunicações sob a égide do Estado travaria a liquidação voluntária que a Digicel apresentou e autoriza a entidade reguladora a intervir durante o tempo necessário para corrigir a falha ou enquanto os recursos correspondentes forem resolvidos. .

Nesse processo, deve ser nomeado um fiscal, que deve ser profissional com experiência em telecomunicações, a fim de garantir a continuidade eficiente do serviço público objeto da concessão.

No caso da Digicel, não seria um problema ligado à aplicação da tecnologia ou à prestação do serviço, mas a uma suposta incapacidade financeira derivada das complexidades que denunciaram sobre o mercado panamenho, comentou o jornal.

Se tal ocorrer, o Estado deve iniciar, num prazo não superior a 90 dias, a convocação de um novo concurso público para a concessão do serviço a cargo da Digicel.

O processo, que está apenas começando, marcará um marco nas telecomunicações, pois é a primeira vez que uma empresa prestadora de serviço público passa por tal procedimento, o que implica a estreia de várias leis antigas.

A Digicel comanda cerca de 10% do mercado. Para organizações sociais como a Frente Nacional de Defesa dos Direitos Econômicos e Sociais, o que realmente preocupa é o que eles vão fazer com os trabalhadores de centenas de lojas, técnicos e outros funcionários, especialmente nas duras condições que o centro-americano país está passando.

jcm/ga/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.