24 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Filme Cuba na África indicado ao Festival de Cinema de Los Angeles

filme-cuba-na-africa-indicado-ao-festival-de-cinema-de-los-angeles

Filme Cuba na África indicado ao Festival de Cinema de Los Angeles

Washington, 22 abr (Prensa Latina) Cuba na África, do cineasta etíope-americano Negash Abdurahman, foi indicado na categoria Melhor Curta-Metragem Documentário no 30º Festival Pan-Africano de Cinema e Artes (PAFF) em Los Angeles, Califórnia.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O filme de 22 minutos está entre os 44 trabalhos que concorrem este ano em seis categorias no prestigiado evento cinematográfico, que acontece naquela cidade norte-americana entre 19 de abril e 1º de maio.

O gerente geral da PAFF, Asantewe Olatunji, disse que “a lista de filmes deste ano reflete os tempos em que nos encontramos”.

“Muitos se concentram em questões de justiça social, como igualdade de gênero, relações polícia-comunidade e mudanças nas normas de estilo de vida”, disse ele.

Vários dos filmes do PAFF 2022 se concentram em personagens e heróis conhecidos, e às vezes outros, cujas “histórias contadas por seu próprio povo fornecem uma nova perspectiva sobre a história e uma visão do nosso mundo”, acrescentou Olatunji.

Precisamente se Cuba tem um mérito na África -que teve sua estreia em Havana em 1º de abril-, é que consegue conectar desde o primeiro momento com os sentimentos, chega ao coração.

Abdurahman afirmou que foi apenas o mensageiro que mostrou a história não contada de mais de 420.000 cubanos -soldados, professores, engenheiros, médicos, enfermeiros…- muitos dos quais deram até o mais precioso e precioso: suas vidas, pela independência de África.

É assim que momentos importantes da missão internacionalista revolucionária de Cuba de 1976 a 1991, que foi decisiva para conquistar a soberania de Angola e da Namíbia e garantir o desmantelamento e a derrota do apartheid na África do Sul, acontecem diante do espectador.

A história ganha vida na voz de alguns dos protagonistas e começa em Angola com um fio condutor que narra, em pormenor e sob diferentes perspetivas, a presença de internacionalistas cubanos no continente africano.

O documentário foi baseado em uma exaustiva investigação do autor, que superou muitos obstáculos para alcançar seu objetivo, e assim o épico de Cuba na África chegou à tela.

A perspectiva humana se destaca nesse material audiovisual que tem a verdade como bandeira. Uma verdade silenciada ou distorcida na grande mídia, algo que “é feito há tantos anos e é muito difícil mudar isso em um único dia”, disse Abdurahman à Prensa Latina.

O PAFF, o maior festival de cinema negro dos Estados Unidos, retorna ao Cinemark Baldwin Hills em Los Angeles para exibições presenciais.

Serão exibidos mais de 200 filmes de 55 países, em 18 idiomas, incluindo 58 estreias mundiais e 32 norte-americanas. Muitos títulos também estarão disponíveis virtualmente.

rgh/dfm/bj

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.