23 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Bienal de Veneza é a vitrine para artes visuais de Cuba

Venecia, bienal, vitrina, artes, visuales, Cuba

Bienal de Veneza é a vitrine para artes visuais de Cuba

Havana, 21 de abr (Prensa Latina) Artistas cubanos Alexis Leyva (KCHO) e Rafael Villares hoje combinam seu talento em artes contemporâneas para dar vida ao projeto Terra Ignota, que faz parte da seleção para a 59ª bienal de Veneza, Itália.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A amostra dos criadores da nação do Caribe, juntamente com o Italiano Giuseppe Stampone, passa pelo o processo de instalação dentro do pavilhão dedicado a Cuba no evento europeu, que desde 2013 é realizado na ilha de San Servolo.

De acordo com o Conselho Nacional de Artes Plásticas, a seleção integra peças dos três artistas, curada pelo presidente da entidade, Norma Rodríguez, e com o curador do centro Wifredo Lam, Nelson Ramírez.

“Já estamos na Bienal de Veneza”, Kcho anunciou de seu perfil na Rede Social Instagram, destacou a importância desta exposição, terceiro de sua carreira dentro do evento italiano, o mais antigo do mundo.

Com a colaboração de Maretti Edíbe e Gênesis Galerias de Arte, a Terra Ignota “reúne um conjunto de esculturas policromadas com tamanhos menores do que habitual, adaptado ao espaço disponível”, os detalhes do documento.

Da mesma forma, o texto indica que a exposição inclui uma amostra de obras em branco, azul e vermelho pertencente ao projeto de esculturas de aço, criado por KCHO, inspirado por problemas sociais, como emigração, pobreza, guerra, desespero e necessidade de realizar os sonhos

Programação de 23 de abril a 27 de novembro, a reunião também recebe o trabalho legado pelo Cubano Belkis Ayón, que carrega o selo de tradições afro-cubanas para descrever uma sociedade matriarcal imaginária.

Da mesma forma, criadores da Argentina, Brasil, Chile, Espanha, Guatemala, México, Peru, Uruguai e Venezuela, também estão participando do evento, que está centrado nos princípios da sustentabilidade ambiental.

Nesse sentido, a reunião articulará o trabalho de 213 artistas de 58 países ao redor temático como consumo eficiente de recursos, a integração de uma economia circular, colaboração e assuntos sociais, como machismo e representação de mulheres e pessoas de gênero não binários ou fluido.

No epicentro da Bienal centenária está a exposição The Milk of Dreams, que mostrará peças contemporâneas e novos projetos concebidos especificamente para a ocasião, apresentados em diálogo com obras históricas do século XIX, como um entre passado e presente.

jf / lbl / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.