21 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Abraço de canto, música e dança, o Ballet Nacional de Cuba convida

Cuba, ballet, nacional, presentaciones

Abraço de canto, música e dança, o Ballet Nacional de Cuba convida

Por Martha Sanchez Martinez Havana, 17 abr (Prensa Latina) O Ballet Nacional de Cuba (BNC) hoje compartilha sua arte com dois dos grupos líricos mais significativos do país e com a Orquestra Sinfônica do atual Gran Teatro de La Habana Alicia Alonso.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Sob a direção da primeira bailarina Viengsay Valdés, a companhia estreou com sucesso em 15 de abril uma peça de fundo espiritual: La Hora Novena, patrocinada pelos amigos britânicos do prestigiado grupo de dança.

Embora sua criadora, a coreógrafa inglesa Gemma Bond, defenda o abstracionismo, muitas imagens da obra sugerem uma história de buscas, sofrimentos e peregrinações, que culmina em um abraço dramático como um final feliz, almejado por múltiplos casais.

Tanto os dançarinos quanto os vocalistas do Teatro Lírico Nacional e do Teatro Lírico Rodrigo Prats, da província oriental de Holguín; todas as almas devotas imersas em uma criação do gênio alemão Johann Sebastian Bach a partir de um texto religioso.

Na sala Avellaneda do Teatro Nacional, o BNC propôs este fim de semana e vai continuar nos dias 23 e 24 de abril, um programa de concertos de obras mais próximas do estilo contemporâneo do que do clássico tradicional defendido pela companhia; mas exigente e marcante.

Com Sinfonia para nove homens, o coreógrafo americano James Kelly partiu para desafiar o nível técnico daquele número de bailarinos, mesmo com uma dinâmica particular para cada artista em palco.

Os intérpretes desta nova temporada são muito jovens, a maioria ainda tem de aprender a gerir as suas energias para manter a velocidade necessária e executar o virtuosismo com brilhantismo e em tempos musicais precisos; mas a sinfonia de dança funciona novamente para um público ansioso por uma descarga de adrenalina.

Embora a imagem final do espetáculo seja um abraço carinhoso, não há melhor começo do que o da intriga, da inquietação, da busca, da obsessão; que apresenta a coreógrafa Ely Regina Hernández (primeira solista do BNC) com “La forma del rojo”, em emocionante música do italiano Ezio Bosso.

A obra abstrata, aberta a infinitas leituras, interage com uma série de sensações provocadas pela cor e é enriquecida pelos desejos injetados pelos bailarinos, que conseguem transmitir intensidade, força, personagens frequentemente associados ao vermelho.

O elogio fica por conta da interpretação do grupo em que artistas do porte da primeira bailarina Anette Delgado convivem com uma recém-formada da escola como Luisa Márquez, com coragem e profissionalismo.

Aplausos para a imensa bailarina contemporânea que é Daniela Gómez, tão dúctil, expressiva, dramática; é um prazer apreciar como qualquer peça atinge sua plenitude em suas mãos. “La forma del rojo” e “La hora novena” a têm como protagonista pelas razões certas.

jha/msm/hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.