19 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Possibilidade de Suécia e Finlândia na OTAN coloca Rússia em alerta

Dmitri-Medvedev-300x169

Possibilidade de Suécia e Finlândia na OTAN coloca Rússia em alerta

Moscou, 16 abr (Prensa Latina) As declarações da Suécia e da Finlândia sobre sua possível entrada na OTAN esta semana ativaram os alarmes da Rússia, que podem reforçar suas fronteiras ocidentais caso isso aconteça.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

“Se a Suécia e a Finlândia aderirem à OTAN, a extensão das fronteiras terrestres da Aliança com a Rússia mais que dobrará. Naturalmente, essas fronteiras terão que ser reforçadas”, disse o vice-presidente do Conselho de Segurança deste país, Dmitry Medvedev.

Ele alertou que, se isso acontecer, não haverá conversa sobre um status de zona livre de armas nucleares para a região do Mar Báltico, então “o equilíbrio terá que ser restaurado”, escreveu o ex-presidente russo em seu canal de rede social Telegram.

Suas palavras responderam às recentes manifestações das autoridades de Estocolmo e Helsinque, interessadas na adesão de seus países à Aliança Atlântica, enquanto a liderança do bloco confirmava sua intenção de aceitá-las.

Neste contexto, Moscou deve reagir “sem emoções, com a cabeça fria”, salientou Medvedev, que considerou que as forças de defesa terrestre e aérea russas terão de aumentar significativamente naquela região e será necessário mobilizar tropas navais consideráveis ​​no Golfo da Finlândia.

Na quarta-feira, os dois países deram passos importantes para uma possível entrada no bloco euro-atlântico: o governo finlandês entregou um relatório de segurança aos legisladores, enquanto o partido no poder da Suécia lançou uma revisão de suas opções de política de segurança.

Por seu lado, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, María Zajárova, considerou que tal decisão não melhorará a segurança desses países escandinavos e reduzirá a estabilidade no norte da Europa.

A aliança transatlântica busca assim “continuar sua expansão geográfica e criar outro flanco para ameaçar a Rússia”, disse o representante do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

“O que não está claro é o que é para os nossos vizinhos finlandeses e suecos no Báltico se tornarem uma nova linha de confronto entre a NATO e a Rússia. As consequências negativas para a paz e estabilidade no norte da Europa são evidentes”, sublinhou.

Na opinião de Zajárova, ambos os países “se encontrariam automaticamente na linha da frente da NATO”, pelo que não poderão reforçar a sua segurança nacional e “teriam de abrir mão, de facto, de parte da sua soberania, do tempo para tomar decisões sobre defesa e política externa”.

Ele alertou que em caso de adesão a esse bloco militar, Helsinque e Estocolmo terão que assumir as consequências desse passo para as relações bilaterais com Moscou e toda a arquitetura de segurança europeia, que, segundo ele, está mergulhada em crise hoje.

mem/mml/bj

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.