17 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Dia Mundial do Parkinson, mais sensibilidade e apoio

dia-mundial-parkinson

Dia Mundial do Parkinson, mais sensibilidade e apoio

Genebra, 11 de abril (Prensa Latina) Desde 1997, o Dia Mundial do Parkinson é comemorado todos os anos nesta data com o objetivo de sensibilizar os governos e a população sobre as necessidades especiais das pessoas afetadas por essa condição.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a data em homenagem ao aniversário de James Parkinson, neurologista britânico que, em 1817, descobriu o que na época chamou de paralisia agitante.

Em seu trabalho médico Ensaio sobre a paralisia trêmula, o especialista a caracterizou como “movimentos involuntários de natureza trêmula, com diminuição da força muscular que afetam partes que estão em repouso e até provocam uma tendência de inclinação do corpo para frente com uma forma de andar com passos curtos e rápidos. Os sentidos e o intelecto permanecem inalterados”.

O Parkinson é a segunda doença neurodegenerativa mais comum, depois do Alzheimer, e seus sintomas aparecem progressivamente com o acometimento de algumas áreas do corpo, como mãos, braços, pernas e face.

Em seguida, ele se espalha por todo o corpo para causar rigidez motora, tremores, problemas de equilíbrio e coordenação.

Segundo a OMS, a doença afeta uma em cada 100 pessoas com mais de 60 anos e 20 a 40 por cento dos pacientes têm depressão como sintoma inicial.

Estima-se que em 2030 existam cerca de 12 milhões de doentes com Parkinson, uma patologia que costuma ser diagnosticada entre os 55 e os 60 anos, embora existam casos em outras idades.

Por sua vez, a Associação Europeia da Doença de Parkinson estima que mais de seis milhões de pessoas no mundo sofrem desta doença.

Atualmente a doença não tem cura, mas existem tratamentos para efetivamente controlá-la ou melhorar os sintomas.

Uma vez estabelecido o diagnóstico clínico, é necessário decidir se é tratável ou não, o tipo de terapia mais indicado e o medicamento adequado.

Uma equipe de especialistas descobriu recentemente que a perda auditiva e a epilepsia são características iniciais da doença de Parkinson.

De acordo com a JAMA Neurology, é importante que os médicos da atenção primária estejam cientes dessas ligações, pois elas foram descobertas 10 anos antes do esperado em pacientes com essa condição.

A literatura médica indica que alguns casos de Parkinson são genéticos, mas a maioria não parece ser familiar.

jf/cdg/bj

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.